• Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Jorge
  • chopp sabora
  • Garoto
  • Paraiba
  • Construforte
  • Oticas Floriano
  • Paraiba
  • Construforte
  • Garoto
  • chopp sabora
  • Jorge
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano

Como a coluna antecipou, chegou á Câmara de Teresina oficial do prefeito Dr. Pessoa (Republicanos) que oficializa o vereador Enzo Samuel como o líder do prefeito.

Enzo assume no lugar do vereador Renato Berger. O ex-lider assume a Secretari a de Esportes. Enzo agora é o responsável pela articulação política do prefeito com a Câmara.

enzo110Foto: arquivo Cidadeverde.com

Fonte: cidadeverde.com

Repercutiu na oposição o fato de a deputada Teresa Britto (PV) ter participado de uma agenda promovida pelo pré-candidato a governador Rafael Fonteles (PT). O evento ocorreu na quarta-feira (04) e reuniu protetores de animais na sede da Associação Piauiense de Amor e Proteção aos Animais (Apipa).

db5ea65b0320a689283a5faf0cdda0b9Foto: Ascom/Rafael Fonteles

O encontro foi promovido pela coordenação de campanha de Rafael Fonteles e faz parte de uma série de eventos que estão sendo realizados, a fim de discutir com seguimentos da sociedade temas relevantes para a implementação do plano de governo da base governista.

O deputado estadual, Júlio Arcoverde, presidente do Progressistas, reagiu ao episódio, que ele classificou como sendo “natural da política”.

“A partir do momento que ela fez reunião com Rafael Fonteles, não tínhamos mais dúvidas que ela acompanharia o governador Wellington Dias, aquele governador que ela criticou muito em relação a educação, saúde e obras de mobilidade. Mas, isso é da política e tenho que respeitar”, pontuou o parlamentar.

À imprensa, Teresa Britto tem dito que seguirá uma posição independente na Assembleia Legislativa do Estado (Alepi). Por conta da federação entre PT, PV e PCdoB, ela que sempre foi oposição, passou a integrar um partido da base do governo.

“Me sinto à vontade”, diz Teresa Britto

Ouvida pela reportagem, a deputada Teresa Britto argumentou que a Apipa também deverá promover encontros com protetores de animais com outros pré-candidatos.

Questionada se sentiu-se à vontade ao lado de Rafael Fonteles no encontro, Teresa Britto pontuou que sente-se dessa forma ao de qualquer pessoa que defenda a causa animal.

Ela também relembrou que fez cobranças ao governo do estado na fala em que fez e defendeu a criação de uma secretária voltada para a proteção dos animais.

“Eu me sinto à vontade ao lado dos protetores de animais. É algo que amo e independente da política ou não, sou uma protetora apaixonada. Eu luto por essa causa e qualquer um que esteja abraçando essa causa é algo que a gente se sente muito a vontade”, destacou.

Fonte: cidadeverde.coom

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, está concentrando seus esforços em atrair o apoio do PSD e da União Brasil. Isolado e estagnado nas pesquisas de intenção de voto, o presidenciável conta com a musculatura financeira e a capilaridade das duas legendas para alavancar sua empreitada.

90c9d661e83db824fbb8f462f6dfb537Foto: Yala Sena/ Cidade Verde

Ciro tem dito que prefere os dois partidos porque, quando as tratativas de iniciaram, nenhum dos dois tinha candidatura própria. O presidente da União, Luciano Bivar, só colocou o seu nome no páreo em 14 de abril. Os dois, no entanto, estão entre aqueles com direito às maiores fatias de fundo eleitoral e tempo de televisão -o PSD tem a quarta maior bancada eleita em 2018.

Na última sexta-feira (22), Ciro foi a São Paulo apenas para jantar com o presidente do PSD, Gilberto Kassab. Na União, mantém conversas frequentes com Bivar e com o ex-prefeito de Salvador ACM Neto.

Ciro espera crescer nas pesquisas até julho, quando acontecem as convenções partidárias. Mesmo sem o apoio formal, a liberação dos diretórios já ajudaria o pedetista. Ele poderia receber o endosso dos prefeitos do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, Eduardo Paes e Alexandre Kalil, que já já manifestaram simpatia pela sua candidatura e têm influência e dois colégios eleitorais bastante populosos.

Fonte: Folhapress

Os advogados do ex-deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei, protocolaram um pedido para que a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) suspenda a tramitação do processo que pode resultar na cassação de seu mandato.

94697919f2862393c7decb93a25b026fFoto: Divulgação/Alesp

O parlamentar renunciou ao cargo no dia 20, uma semana depois que o Conselho de Ética da Casa aprovou a sua cassação por unanimidade.

Sua defesa afirma agora que, com isso, o processo perde a validade e deve ser suspenso. Se a ideia vingar, Arthur do Val mantém seus direitos políticos e pode ser candidato a deputado federal ainda em 2022.

O deputado Carlão Pignatari, que preside a Assembleia, determinou a suspensão da reunião da Comissão de Constituição e Justiça marcada para esta terça (26) que seguiria analisando o processo. E enviou o pedido dos advogados à procuradoria da Casa, que deve emitir um parecer.

Do Val é julgado por quebra de decoro parlamentar depois de viajar à Ucrânia e enviar áudios a amigos com comentários sexistas sobre as mulheres do país em guerra. Entre outras coisas, ele disse que as ucranianas são fáceis porque são pobres.

Integrantes da Assembleia Legislativa desconfiam que a União Brasil, partido ao qual Arthur do Val se filiou em março, depois de ser expulso do Podemos, está costurando um acordo para manter o ex-parlamentar na disputa de 2022.

A legenda apoia a candidatura do atual governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB-SP) à sucessão de João Doria.

"A lei é clara: mesmo com a renúncia, o processo deve prosseguir", diz o deputado estadual Emídio de Souza (PT-SP), que integra a CCJ da Alesp. "Se paralisarem o processo, vamos judicializar", afirma ele.

Os advogados de Mamãe Falei dizem que a tramitação só não poderia ser interrompida caso o processo de cassação já tivesse sido despachado para o plenário, o que ainda não tinha ocorrido.

Fonte: Folhapress/Mônica Bergamo.