A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) deverá utilizar tornozeleira eletrônica e ficar em recolhimento domiciliar das 23h às 6h.

Fernando Frazao

 A decisão é da juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói/RJ, que atendeu a um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ).

O advogado da parlamentar, Maurício Eduardo Mayr, afirmou que recorrerá da determinação.

 “Nós entendemos que essa medida é desnecessária e arbitrária. A deputada foi intimada e apresentou a defesa no prazo estipulado. A defesa certamente vai recorrer desta decisão. Vamos preparar o recurso cabível assim que formos intimados”, disse o defensor, em declaração ao site UOL.

 

 

Fonte: Conexão Política

O ex-senador João Vicente Claudino, presidente estadual do PTB, criticou a antecipação das discussões alusivas ao processo eleitoral de 2022, em meio à disputa municipal de 2020. Apontado como um dos postulantes ao Governo do Estado daqui a dois anos, ele diz que o momento é de focar nas questões municipais.

f2542c6506e2b3a435b6fdbc25f2bb33

“Eu acho que tem gente começando a campanha de 2022, em 2020. Eu discordo disso. Agora, você fazer um balanço de como cada partido se saiu nas eleições de 2020, avaliar e projetar 2022, tudo bem. Mas fazer as tomadas de posições, as coligações, pensando em 2022, o PTB não agiu dessa maneira”, afirmou durante a convenção do PL.

O ex-senador também afirmou que o PTB trabalha para eleger 25 prefeitos na eleição do próximo dia 15 de novembro.

Disputa em Teresina

Ao avaliar a disputa eleitoral em Teresina, João Vicente reafirmou o apoio do PTB à candidatura de Fábio Abreu (PL) e considerou positiva a estratégia de pulverização de candidaturas de oposição ao Palácio da Cidade.

“As candidaturas de oposição já eram naturais, e inclusive estão melhor colocadas nas pesquisas. Eu acho que é uma estratégia evidenciada pelo sentimento das pessoas em pesquisas. Então, nós temos que acreditar que estamos no caminho certo”, avaliou.

 

Fonte:Cidade Verde.

A Polícia Federal (PF) apresentou, nesta segunda-feira (14), a conclusão de uma investigação contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL).

De acordo com a PF, Renan fez parte de um esquema de caixa dois com a empreiteira Odebrecht.

o senador renan calheiros pmdb al 1510944534133 1920x1280Agência Senado

Segundo o inquérito, o parlamentar recebeu R$ 500 mil de forma não declarada à Justiça Eleitoral.

A investigação é relacionada à campanha de 2010 ao Senado Federal, quando Renan disputou – e venceu – o pleito eleitoral.

Ainda segundo a PF, “há robustas evidências” de que Renan Calheiros, na ocasião, foi abastecido pelo setor de operações estruturadas da Odebrecht — nome pelo qual era conhecido o núcleo de propina da empresa.

“Há elementos concretos e relevantes no sentido da existência de materialidade e autoria dos crimes investigados no presente inquérito, encontrando-se presentes indícios suficientes de que o senador José Renan Vasconcelos Calheiros cometeu o crime previsto no art: 350 do Código Eleitoral, na modalidade ‘caixa 2′” escreveu a delegada da PF Rejane Nowicki.

Outro lado

Em nota, a defesa de Renan Calheiros afirma que “dois terços das investigações” contra o senador já foram arquivadas, e que “tem por certo que a história novamente se repetirá”. O advogado Luis Henrique Machado diz que as doações foram “devidamente declaradas e subsequentemente aprovadas pelo tribunal”.

 

Fonte:Conexão Política.

Dom Inocêncio é um dos mais extensos municípios do Piauí, ficando localizado a 615 quilômetros ao sul de Teresina, tendo limites com São João do Piauí, João Costa, Capitão Gervásio Oliveira, Lagoa do Barro , e Coronel José Dias. O município faz parte da divisa do Piauí com a Bahia.

Dom InocêncioFoto: Reprodução

Emancipado politicamente em 1988, Dom Inocêncio nesses 32 anos de existência já conta com avanços na parte de infra-estrutura urbana, mas muitos ainda são os desafios para os nomes que disputam a vaga de prefeito do município, um desses desafios é a questão do abastecimento de água na zona rural, pois geograficamente Dom Inocêncio fica localizado em pleno semi-árido do Piauí.

Nas próximas eleições duas mulheres tentam quebrar a hegemonia masculina na política dessa parte de clima quente do sertão piauiense, e nessa luta, está a atual prefeita Virgínia Dias(PP), que irá ao pleito ao lado da candidata a vice, Conceição Leal. A convenção que oficializou o nome das duas ocorreu na sexta-feira (04). Pela oposição os homens estão representados na disputa pelos pré-candidatos a prefeito e vice, Nenê Santos(MDB), ex-prefeito do município, e por Marcos Damasceno(PT), atual vice-prefeito.

A disputa política em Dom Inocêncio até o dia da eleição promete muitas surpresas, e uma campanha de muitos embates. É torcer que tudo aconteça tendo a democracia e tranquilidade garantidas até o dia do pleito.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Paçoka
  • Cabedo
  • Med Plan
  • Espeto e Cia