• Garoto
  • Farmaduty
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança

O presidente Michel Temer (PMDB) decidiu nesta sexta-feira (9) demitir o Advogado-Geral da União Fábio Osório e nomear a secretaria geral de contencioso da AGU, Grace Maria Mendonça, para o cargo. Ela será a primeira mulher a ocupar um ministério no governo Temer.

3f7452eb4271c6c85d2c5e206995de45Michel Temer confirma Grace Mendonça para AGU.(Imagem:Divulgação)

A nomeação foi cercada por polêmica. Fábio Medina Osório, chefe da Advocacia-Geral da União, foi informado agora quinta-feira à noite por Eliseu Padilha (Casa Civil) de que estaria demitido do cargo. Há dias, o advogado vinha dizendo publicamente que está sendo fritado por Padilha. Além disso, o imbróglio jurídico na Empresa Brasil de Comunicação (EBC) gerou desgaste para o ex-advogado-geral da União.

Osório chefiava a AGU desde o começo do governo interino, em 12 de maio, e é o quarto ministro do governo do presidente Michel Temer a cair. Já haviam saído Romero Jucá, do Planejamento, em 23 de maio; Fabiano Silveira, da Transparência, Fiscalização e Controle, em 30 de maio; e Henrique Eduardo Alves, do Turismo, em 16 de junho.

Íntegra da nota:

O presidente convidou hoje, para ocupar o cargo de Advogada-Geral da União, a doutora Grace Maria Fernandes Mendonça, servidora de carreira daquele órgão. O presidente agradece os relevantes erviços prestados pelo competente advogado doutor Fábio Medina Osório, que deixa o cargo.

O deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi notificado nesta quinta-feira (8) por meio publicação no "Diário Oficial da União" sobre a sessão convocada para o próximo dia 12 destinada a votar seu processo de cassação.

images
A sessão será realizada a partir das 19h, de acordo com o edital, assinado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
A decisão de publicar a notificação no "Diário Oficial da União" foi tomada após a Câmara não conseguir localizar o deputado pessoalmente. Segundo a Secretaria-Geral, foram feitas três tentativas no gabinete e no apartamento funcional ocupado pelo parlamentar em Brasília, mas ele não foi localizado. Assessores tentaram ainda fazer a entrega no Rio de Janeiro, onde ele tem residência declarada, mas não conseguiram. A notificação também foi enviada pelo correio, com aviso de recebimento.
Diante disso, a notificação, que é uma etapa burocrática exigida pelo processo, foi publicada a fim de formalizar a comunicação. No entanto, a pedido de Cunha, uma notificação também será entregue pessoalmente na quinta-feira (8) em Brasília.
O processo disciplinar de Cunha, ex-presidente da Casa, ficou pronto para ser levado ao plenário antes do recesso parlamentar de julho. No entanto, por pressão de partidos da base aliada de Michel Temer, o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou a votação somente para depois da conclusão do processo de impeachment de Dilma Rousseff.
A escolha da data sofreu críticas de partidos adversários de Cunha. Por ser uma segunda-feira, dia geralmente esvaziado no Congresso Nacional, o receio de deputados desses partidos é que não haja quórum suficiente, o que beneficiaria Cunha.
São necessários 257 votos para que seja aprovado o parecer do Conselho de Ética que pede a perda do mandato de Cunha.
"Esse não é o problema [notificação de Cunha]. O prazo está longo. [...] Então, vamos deixar o plenário decidir. O importante é que esse assunto tenha fim no dia 12 de setembro", minimizou o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, questionado por jornalistas sobre a dificuldade em notificar Cunha da votação.
A acusação
Investigado por suposta quebra de decoro parlamentar, Cunha é acusado de manter contas secretas no exterior e de mentir sobre a existência delas em depoimento à CPI da Petrobras, no ano passado.
Ele nega ser dono de contas bancárias fora do país e argumenta ter apenas o usufruto de bens geridos por trustes (empresas jurídicas que administram fundos e bens).

 

Fonte:

Firmino Filho (PSDB), prefeito de Teresina (PI) e candidato à reeleição, é o convidado desta quinta-feira (8) para a série de sabatinas do Cidadeverde.com. A entrevista será transmitida ao vivo, a partir de 16h, no site e também no Facebook, com a participação dos internautas.

margarete coelhoMargareth Coelho. (Imagem:Lucas Dias/GP1)

A vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, do Partido Progressista afirma que a sigla teve um crescimento significativo de filiados nessas eleições municipais e que em vários municípios do Estado, o partido chega com muita força.

“O partido fez uma campanha de filiação muito intensa nessas eleições municipais, exatamente com esse intuito de crescer no seu capital político”, afirmou a vice-governadora.
Margarete acredita que o PP vai eleger muitos candidatos. “Nós temos excelentes candidatos Piauí a fora, como em São Raimundo Nonato, Picos e Floriano. São 80 candidatos a prefeito e 40 a vice, então é um objetivo tendencioso, mas temos chance de ganhar na metade dos municípios do Estado”, finalizou.

 

Fonte:GP1

Está confirmado: o suplente de deputado federal Osmar Junior, o maior nome do PCdoB (Partido Comunista do Brasil) do Piauí, vai mesmo ocupar importante cargo no Governo de Wellington Dias. O mais provável é que seja chamado para a Secretaria de Governo, cargo ocupado hoje pelo petista histórico Merlong Solano, que não tem a unanimidade do partido, segundo revelação feita na noite da última terça-feira (06) por um dos homens mais próximos de Wellington cujo nome é preservado a pedido.

osmar juniorOsmar Junior. (Imagem:Francisco Barbosa/GP1)

O PCdoB do Piauí é aliado na capital do prefeito Firmino Filho, que é candidato à reeleição. Lourdes Rufino, prima de Osmar e um dos quadros mais poderosos do partido, ocupa função de importância na Prefeitura de Teresina, embora enfrente restrições de uma ala do PSDB. Osmar também tem ligações familiares com Charles Silveira, secretário de Governo e tio de Firmino.

 

Fonte:GP1

  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Casa Boa Esperança
  • Rastek