• Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty

A senadora Regina Sousa (PT-PI) manifestou posição contrária à medida tomada pelo presidente em exercício Michel Temer (PMDB), divulgada nesta terça-feira (27), confirmando o fim do programa Ciências Sem Fronteiras para alunos de graduação.

senadora regina sousa 355325Senadora Regina Sousa.(Imagem: Lucas Dias/GP1)
A petista também citou outros programas, o Programa Universidade Para Todos (PROUNI) e Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que também podem acabar e, comentou que a situação pode ser revertida antes da votação do impeachment, caso aconteça ainda neste mês e afaste de vez Dilma Rousseff da presidência do país.

“Começou a demolição, adeus Ciência sem Fronteiras, a próxima vítima vai ser o PROUNI e depois o ENEM. Esses golpistas odeiam pobres. Ainda há tempo pra reverter, depois de agosto não adianta reclamar”, declarou a parlamentar.

O presidente da comissão de impeachment no Senado, Raimundo Lira (PMDB-PB), decidiu prorrogar em um dia o prazo para que a defesa da presidente afastada Dilma Rousseff entregue as alegações finais na fase intermediária do processo de impeachment.

presidente afastada dilma rousseff 368366Presidente afastada Dilma Rousseff.(Imagem: AFP)
O prazo deveria se encerrar nesta quarta-feira (27), mas agora a defesa de Dilma terá até às 18h30 desta quinta (28) para entregar o documento. De acordo com o G1, a defesa da presidente afastada alegou que enfrentou problemas para acessar o processo eletrônico no site do Senado, que segundo advogados, ficou indisponível por dois dias.

O advogado de Dilma e ex-ministro, José Eduardo Cardozo, afirmou que o problema no site do Senado inviabilizou o acesso a documentos “imprescindíveis para análise e confecção das alegações finais” da presidente afastada.

Lira afirma que após o pedido de Dilma, conversou com o relator do processo, relator Antonio Anastasia (PSDB-MG) antes de tomar a decisão e disse ainda que o novo prazo não atrasará o cronograma da comissão.

"Dei uma prorrogação de 24 horas para as alegações finais defesa. Mas não vai interferir em nada no cronograma de funcionamento da comissão. Esse prazo vai apenas encurtar 24 horas no tempo disponível para o relator que, inclusive, está no exterior. Já falei com ele, ele concordou comigo. Chegamos à conclusão de que era importante dar esse prazo para que mantivesse o princípio da ampla defesa e evitar qualquer tipo de judicialização", disse Lira.

 

Fonte:GP1

Sem papas na língua, o vereador Edson Melo (PSDB) rebate qualquer argumento ou crítica dos adversários do seu companheiro de partido, prefeito Firmino Filho, pré-candidato a reeleição em Teresina.

Em entrevista ao GP1, nesta terça-feira (26), o parlamentar respondeu ao vereador Gilberto Paixão (PT), que durante a convenção do Partido dos Trabalhadores classificou como “blocão de oportunistas” a grande quantidade de partidos que atualmente integram o grupo de apoio à pré-candidatura do tucano.

edson melo psdb 368340Edson Melo (PSDB). (Imagem: Lucas Dias/GP1)
Em defesa de Firmino, Edson Melo negou que haja negociação ou “blocão” de apoio na base tucana. Para ele, “o que atraiu apoio ao prefeito foi a credibilidade e a responsabilidade que ele tem tido em manter o equilíbrio financeiro da prefeitura, mesmo com esta crise”.

“Em contrapartida, os próprios dirigentes partidários não tiveram a mesma confiança nos dois dos principais adversários. Um por falta de experiência e o outro pelo desequilíbrio mental. O Amadeu é meu amigo, muito bem conceituado, mas não tem experiência. O outro, já conhecemos, além de não ter experiência, falta equilíbrio mental, é tal que nenhum vereador apoia a candidatura do Pessoa”, argumentou.

dr pessoa 367683Dr. Pessoa. (Imagem: Priscila Caldas/GP1)
Sobre a presença do pré-candidato Dr. Pessoa (PSD), que argumentou ter sido convidado pelo senador Elmano Férrer, na convenção que definiu o nome de Amadeu Campos como candidato a prefeito pelo PTB, Melo foi enfático: “Situação esdrúxula. Em 30 anos de política eu nunca vi um candidato ir à convenção do adversário. Eles estão trabalhando como se fossem dois candidatos em um só, isso é que é o verdadeiro blocão da oposição”.

 

Fonte:GP1

O secretário de Comunicação da Prefeitura de Teresina, Fernando Said, respondeu às declarações do senador Elmano Férrer (PTB) a respeito da quantidade de partidos que está na base do prefeito Firmino Filho (PSDB). O senador insinuou que o chefe do executivo estaria usando cargos públicos para garantir apoios políticos nestas eleições.

fernando said secretario de comunicacao de teresina 344871Fernando Said. (Imagem: Lucas Dias/GP1)
Said esclareceu que não houve alteração na estrutura do executivo e ressaltou que é prioridade para Firmino atender a todas as exigências da Lei Eleitoral.

“A gente ignora [a declaração de Elmano Férrer]. Esse é o papel dos adversários que, aliás, gostariam de ter ao lado deles esses partidos. Nós mantivemos toda estrutura da Prefeitura, nada foi modificado. Temos total respeito ao que manda a lei, tanto que o prefeito Firmino tem dito que só vai tratar de política no momento certo”, rebateu o secretário.
Fernando Said ainda assegurou que os que criticam Firmino Filho chegaram a dialogar com os partidos coligados com o PSDB.

“Interessante é que os adversários conversaram com todos esses partidos que estão conosco. Mas, estes avaliaram e chegaram a conclusão que o prefeito Firmino tem a melhor proposta para a cidade, tem o melhor trabalho e, por isso, decidiram ficar conosco. Ninguém quer ficar ao lado de quem acha que vai perder. Esse comportamento faz parte da política antiga ”, analisou o gestor.

 

Fonte:GP1

  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom
  • Rastek
  • Casa Boa Esperança
  • Cabedo
  • Ada Atten