• Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Farmaduty

Com mais de 20 anos de carreira na Polícia Militar do Piauí, o Sargento Ricardo Rodrigues resolveu alçar vôos diferentes ingressando na seara da política e apresenta o seu nome como  pré-candidato a vereador em nosso município. Na manhã de hoje o militar que é lotado no quartel do 3º BPM, concedeu uma entrevista ao jc24horas falando de suas preocupações e as principais metas caso seja eleito.

20160322 091803Sargento Ricardo. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Ricardo disse que tem observado o descaso do poder público com os bairros de nossa cidade em itens como iluminação pública e citou como exemplo o conjunto Filadelfo Freire de Castro onde ele reside. "Lá está defasado em iluminação pública e isso ajuda pra criminalidade". Disse Ricardo. Em relação aos projetos nosso entrevistado adiantou que pretende realizar mensalmente audiências públicas com cada presidente das associações de moradores com o objetivo de aproximar cada vez mais o legislativo da população."Eu nasci nesta cidade e nunca ví a Câmara de vereadores fazer audiência com cada presidente de bairro. Esse conjuntos foram feitos mas não tem colégio, nem posto de saúde e quando precisa do samu tem dificuldade até pra encontrar o endereço". Disse O Sargento Ricardo Rodrigues Alves.  

 

Da redação

Em ano de eleição municipal é praticamente impossível para um repórter encontrar um político sem abordar acerca do quadro sucessório em nossa cidade. Na tarde de hoje(21) perguntamos ao Vereador Everaldo Elvas(PSB) sobre a disputa eleitoral que se avizinha e o parlamentar florianense disse que a expectativa é que a eleição seja tranquila, bem disputada e com renovação aparecendo algo de novo, pois as pessoas não estão satisfeitas com a administração atual e não querem experimentar os que já administraram. "Nós temos que apostar no novo assim como a população do país inteiro estar a se manifestar por algo mais novo. Nossa democracia está consolidada e Floriano está inserida neste contexto". Disse o parlamentar.

20160321 163751Vereador Everaldo Elvas. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Prosseguindo em sua fala, Everaldo disse que seu partido aposta na candidatura de um jovem que tem uma penetração muito grande na camada de  adolescentes, estudantes que são o futuro de nossa nação e da nossa cidade. "O político tem que ter mais credibilidade porque as vezes a gente se envergonha de ser político. Nem em todo lugar a gente consegue chegar". Disse o parlamentar do PSB. Na opinião de Everaldo, é preciso dar a volta por cima para que o político possa se orgulhar de ser político e que é preciso fazer administração com responsabilidade. "Nós estamos com o novo e queremos mostrar esse novo pra população". Disse o vereador referindo-se ao pré-candidato Enéas Maia. "Nós vamos testar e se não der certo a população testa de novo, pois democarcia existe é pra isso". Concluiu o Vereador Everaldo Elvas.

 

Da redação

 

Na manhã de hoje o portal jc24horas conversou com o ex-deputado estadual Pedro Borges indagando sobre a sua visão em relação ao quadro político atual. Perguntamos como o líder político observa a situação da Presidente Dilma com os pedidos de cassação de seu mandato e foi perguntado também como ele está vendo o quadro sucessório na cidade de Floriano. Confira a vídeo-reportagem onde o ex-deputado responde esses questionamentos.

Screenshot 2016 03 19 08 57 44Ex-deputado Pedro Borges. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

O deputado federal Júlio César (PSD), um dos quatro piauienses escolhidos para compor a Comissão Especial da Câmara que vai analisar o impeachment, disse que manterá um posicionamento de “isenção” para fazer as análises. Mesmo sendo da base do governo, ele afirmou que a condição para que aceitasse o convite do partido de compor a comissão foi manter uma postura de imparcialidade nas avaliações.

jl
“Eu disse que aceitaria com absoluta isenção, sem ter nenhuma decisão prévia de ser a favor ou contra. Dentro do que conhecemos, foi este o motivo que fez com que me escolhessem para fazermos o juízo e tomar a decisão no momento próprio. Vamos estudar profundamente as pedaladas e todas ocorrências posteriores, com base no objeto principal que foi uma denúncia. Estamos vendo principalmente a decisão do TCU que reijeitou as contas da presidente DIlma”, declarou Julio César.

Quatro deputados do PSD estão compondo a Comissão e o deputado acredita que o motivo da sua escolha para estar na comissão foi a sua facilidade e familiaridade nas áreas econômica, tributária e financeira.

De acordo com o deputado, o seu objetivo é que todo o processo possa acontecer da forma mais célere possível. Ele diz que é difícil presumir em quanto tempo o relatório com a análise dos deputados deve ser finalizado e opinou que de “45 a 60 dias ele pode ficar pronto”.

Ainda sobre sua decisão, Júlio César disse que vai avaliar e conversar com os membros sobre os prós e contras do processo, com base na lei vigente e na na rejeição do TCU ao caso das pedaladas fiscais, motivo da instauração do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba
  • Casa Boa Esperança
  • Cabedo
  • Ada Atten