• Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Farmaduty

A senadora Regina Sousa (PT) disse, nesta terça-feira (18), no Plenário do Senado, que irá fazer uma representação contra o humorista Danilo Gentili por declarações contra a parlamentar piauiense proferidas no twitter no último dia 11 de maio.

acb15bbe9114a29682334a36f87b5d1cRegina Sousa. (Imagem:Divulgação)
“Enquanto eu estava usando da palavra, Danilo Gentili fazia um comentário racista, preconceituoso, a meu respeito. Quando eu vim para a tribuna, ele disse: ‘Senadora? Pensei que era a tia do cafezinho’. Esse moço tem feito muitos comentários maldosos, principalmente em relação às mulheres. Ele expressa aí um racismo sem tamanho, porque, para ele, Senadora tem que ter cara de Senadora, eu não tenho cara de Senadora. Meu cabelo é pixaim e para ele eu deveria alisar os cabelos certamente”, destacou Regina Sousa, afirmando que não vai deixar barato a provocação.

“Não vou deixar barato para o Danilo Gentili. Não é questão de indenização, mas vou representá-lo em nome das tias do cafezinho, em nome de todas as mulheres que servem cafezinho”, destacou.

A senadora piauiense recebeu muitas mensagens de seguidores nas mídias sociais de apoio e contra à fala de Gentili. Também no Senado, foi apoiada pelos seus pares. A senadora Simone Tebet foi uma delas. "Regina representa os professores, os servidores públicos, a diversidade desse país. Sinta-se honrada ao incorporar a mulher negra e nordestina. Vossa Excelência tem o apoio e o respaldo de todas as mulheres do Congresso Nacional", declarou.

Para Randolfe Rodrigues (Rede-AP), a declaração de Gentili foi facista. “Esse tipo de declaração é uma declaração típica de fascistas e racistas, que querem a todo custo triunfar na sociedade brasileira. Não triunfarão. Não passarão, Senadora Regina, porque este país é o país da diversidade, e, como dizia Darcy Ribeiro, o maior orgulho desse país é nós termos essa mistura étnica, plural: brancos, negros, indígenas”, destacou.

O senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) também se manifestou em solidariedade a piauiense. "Felizmente, a luta do povo brasileiro conquistou espaços nesse Parlamento para pessoas como a senhora. Felizmente e para tristeza de alguns fascistas que, lamentavelmente, convivem conosco na sociedade brasileira e têm declarações repugnantes como esta”. Para o senador sergipano, foi a luta histórica dos trabalhadores e do povo brasileiro que assegurou que alguém como a senhora possa orgulhar o Piauí no Senado. “E só tenho, para concluir, três questões para lhe dizer: primeira, nossa total e irrestrita solidariedade; segunda, conte com minha assinatura, se assim quiser, nessa representação; terceira, os senhores do fascismo não passarão: não passarão pelas ruas nem passarão aqui pelo Parlamento”, concluiu.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Rastek
  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba