• Dario PAX
  • Farmaduty
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança
  • veloso
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • veloso
  • Dario PAX
  • Farmaduty

O estado do Rio de Janeiro registrou a primeira morte de uma criança pela violência em 2020. Anna Carolina de Souza Neves, 8, foi atingida por uma bala perdida na cabeça na noite desta quinta (9), no sofá de casa em Belford Roxo, na região da Baixada Fluminense.

Ela chegou a ser levada para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, mas não resistiu e morreu na madrugada desta sexta (10). A Polícia Civil disse que ainda investiga as circunstâncias da ocorrência, por meio da Delegacia de Homicídios da Baixada. À reportagem, uma tia da menina disse que a família ainda não quer se pronunciar e não tem detalhes do velório.

A Polícia Militar informou que uma equipe do batalhão local fazia um patrulhamento na av. Joaquim da Costa Lima, no bairro Parque Esperança, quando foi "solicitada por populares para auxiliar no socorro de uma criança com ferimentos provocados por projétil de arma de fogo".

A corporação afirmou que foi imediatamente ao local e que levou a menina ao hospital. Também ressaltou que não havia operação daquele batalhão naquela noite.

A Secretaria de Estado de Vitimização, criada na gestão do governador Wilson Witzel (PSC), disse que está em contato com os familiares de Anna Carolina e que ofereceu auxílio e assistência social e psicológica a seus parentes.

Em 2019, a região metropolitana do Rio teve ao menos seis crianças baleadas e mortas (foram 67 no total desde 2007). A maioria morava em comunidade, era negra, tinha mãe solteira e foi atingida na presença da Polícia Militar. Só um desses casos resultou em acusação até agora: o de Ágatha Félix, 8, que causou uma comoção nacional.

8c3b6a6cdb1cb402e98dbe0bc1e07bc7Foto: instagram/prefeitura_rio

Os números são da ONG Rio de Paz, que contabiliza apenas as mortes noticiadas pela imprensa e considera a idade de até 14 anos. Deixa de fora, portanto, os adolescentes. Uma média de 31 meninos e meninas de 10 a 19 anos foram mortos no país a cada dia em 2015, segundo a Unicef.

QUATRO SÃO MORTOS EM OPERAÇÃO

Também nesta sexta (10), uma ação policial acabou com ao menos quatro mortos no Complexo do Chapadão, na zona norte da capital fluminense, segundo o jornal O Dia. Uma das vítimas seria o chefe do tráfico da Favela da Linha, que fica no conjunto de favelas, mas sua identidade não foi divulgada.

As polícias Militar e Civil afirmaram que agentes da 31ª delegacia (Ricardo de Albuquerque) e do 41º batalhão (Irajá) fizeram uma operação na região para cumprir 16 mandados de prisão contra autores de roubos de cargas e veículos envolvidos com o tráfico de drogas.

De acordo com as corporações, as equipes tentaram abordar um carro trafegando na Estrada do Camboatá, mas os ocupantes desrespeitaram a ordem de parada e começaram a atirar, causando um confronto na via.

"Os criminosos tentaram, ainda, disparar uma granada na direção dos policiais, mas o explosivo caiu dentro do veículo, fazendo com que fosse detonado e o motorista perdesse o controle do automóvel, batendo em um muro. Os cinco ocupantes foram socorridos", diz a nota da Polícia Civil.

Dentro do carro foram apreendidas três pistolas, duas granadas intactas, um tablete de drogas, carregadores e munições. No total, os agentes prenderam sete pessoas na operação e recolheram mais armas e drogas, balanças de precisão e cadernos de anotações.

A ocorrência desta sexta é a continuação de uma ação de inteligência que resultou na prisão de dois suspeitos do Complexo do Chapadão no dia anterior.

Fonte: Folhapress

Por volta das 04h da manhã de hoje(11) um homem que estava internado no Hospital Regional Tibério Nunes foi assassinado com um disparo de arma de fogo desferido a queima roupa, por um elemento que entrou na instituição sem ser percebido pela equipe de segurança. A Polícia Civil foi acionada e o Delegado Danilo Barroso esteve no local para fazer os primeiros levantamentos periciais. Em entrevista ao jc24horas, o delegado disse que a vítima foi identificada como Raul e estava internado por ter sofrido seis disparos de arma de fogo na madrugada da última terça-feira na cidade de Avelino Lopes e na madrugada de hoje foi alvejado com um tiro na cabeça tendo morte imediata.

 WhatsApp Image 2020 01 11 at 07.06.40Raul Marques de Santana. (Imagem:Reprodução)

Raul Marques de Santana era natural de São Bernardo do Campo-SP mas morava na cidade de Avelino Lopes-Pi onde construiu uma história de envolvimento com vários tipos de crimes. "A gente vai ver as relações que ele tinha pra gente ver uma linha de investigação". Disse o delegado. Raul estava internado e sendo acompanhado pelo seu pai que não concedeu entrevista. Confira o que diz o Delegado na entrevista que foi veiculada ao vivo pela nossa página no facebook.

Da redação 

A Polícia Militar estourou uma fábrica que produzia bebidas destiladas falsificadas, por volta das 15h desta quinta-feira (9), em Sumaré (118 km de SP). Foram apreendidas cerca de 1.100 garrafas de uísque, vodka e gin falsificados, que seriam vendidos para comerciantes da região de Campinas (93 km de SP).

fcf347e91a3d1bc59c31601bdf58501bFoto: pixabay/imagensgratis

Segundo o 48º Batalhão de Sumaré, uma denúncia indicou que uma casa era usada para a fabricação clandestina de bebidas no bairro Dall'orto. Quando policiais chegaram ao local, viram um furgão saindo do imóvel, dirigido por um motorista de 29 anos.

Ao abrir o veículo, ainda segundo a PM, foram encontradas diversas caixas de uísque que seriam vendidas para comércios e baladas, com preços abaixo de mercado. "Indagamos o motorista sobre a procedência das bebidas e ele confessou que eram falsificadas e feitas dentro da casa", disse um sargento da PM, que pediu para não ter o nome publicado.

No interior do imóvel havia um ajudante de 31 anos e uma mulher de 27. Eles também teriam admitido a falsificação das bebidas e indicado uma casa, em Campinas, onde garrafas eram lavadas, com soda cáustica, para posteriormente serem abastecidas com as bebidas falsas em Sumaré.

Outra equipe da PM foi até Campinas, onde constatou a denúncia. No local, encontraram garrafas vazias e equipamentos usados para lavá-las. Dois homens, cujas identidades não foram reveladas, acabaram presos.

Ainda dentro da casa de Sumaré foram apreendidas 1.100 garrafas, com bebidas destiladas falsas, além de 17 tambores, de 200 litros cada, cheios de uísque, gin e vodca falsos, e 19 galões, de 20 litros cada, com bebidas, totalizando quase 4.000 litros.

Também foram apreendidas garrafas vazias, rótulos de marcas famosas de bebida, tampas e selos falsificados de controle de bebidas.

Os quatro homens foram presos em flagrante por incolumidade pública (quem entrega para consumo produto falsificado). A mulher acabou liberada.

 

Fonte: Folhapress

O suspeito de estuprar uma turista do Piauí na praia de Itapuã, em Salvador, se apresentou nesta sexta-feira (10) à Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur). Segundo a delegada Maritta Souza, o homem estava acompanhado de um advogado e confessou apenas o roubo.

0ecea1a77d6862450f91c6709e3bcb55Foto: Fotoarena/Folhapress

“Estamos concluindo as investigações. Ela (vítima) está se encaminhando pra cá para o reconhecimento e estamos tomando às providências”, informou a delegada ao Cidadeverde.com.

A delegada disse ainda que o trabalho agora é para recuperar os pertences das vítimas, como celulares e documentos pessoais. “Estamos tentando recuperar o que foi levado”, afirmou.

Ainda de acordo com a delegada, o outro suspeito que teria participado do roubo ao casal de piauienses ainda não foi localizado pela polícia.

O caso

Um casal de piauienses viveu momentos de terror na praia de Itapuã, uma das mais conhecidas e visitadas de Salvador, na Bahia. Na terça-feira, por volta das 23h, eles foram abordados por dois homens que levaram celulares, cartões e documentos das vítimas. Não satisfeitos, um deles resolveu estuprar a mulher, de 19 anos.

Na ação, um dos bandidos levou o namorado da vítima para o hotel em busca de dinheiro, enquanto o outro praticava o estupro. Câmeras de segurança flagram o suspeito pedindo água para a vítima em uma pousada após ela passar mal em consequência da violência que sofreu.

Os dois são comerciantes e chegaram na capital baiana no dia 6. Antes, passaram pela cidade de Feira de Santana.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Blossom