• Posto Aliança
  • Casa dos frios
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Garoto
  • Casa dos frios

A Polícia Civil do Piauí realizou nesta segunda-feira (12/09) novas diligências em parte da Operação Forasteiros, deflagrada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

Na ação de hoje foram apreendidos mais materiais utilizados na prática de crimes de assalto a bancos e carros fortes, tais como explosivos, vários fuzis, munições, coletes balísticos e outros.

whatsapp image 2016 09 12 at 143133

No sábado, 8 pessoas foram presas durante a operação, entre eles um advogado do Piauí e um policial do Tocantins. O advogado preso é irmão de um traficante que atua na região do Grande Dirceu. Na casa dele foram encontrados droga e artefatos explosivos. Já o Policial Civil é do estado do Tocantins, onde trabalhava em um presídio. Com ele foi apreendida uma arma de fogo.

Ainda no sábado, além das prisões, a polícia conseguiu ainda apreender materiais explosivos, armas, drogas, uma grande quantia em dinheiro e até veículos roubados. Todo o material está sendo encaminhado para a sede do Greco.

Há suspeitas de que o grupo tenha participado de ações contra o Banco do Brasil e os Correios de Elesbão Veloso, indiciado pela apreensão de dinheiro com lacres das duas instituições.

 

Fonte: 180 graus

O filho de um Policial Militar do 6º Batalhão foi conduzido no início da tarde desta segunda-feira (12/09) à Delegacia de Homicídios, após confessar ao pai participação na morte de Antônio Rafael, de 27 anos, cujo corpo foi encontrado na noite de quinta-feira passada, enterrado em uma cova rasa, no Povoado Cerâmica Cil.

Marcelo Vitor Ferreira de Araújo foi levado à delegacia pelo próprio pai, que pediu apoio à Força Tática do 6º BPM. Segundo o delegado Francisco Costa, o Barêtta, o suspeito manteve a confissão do crime em depoimento.

delegadobaretaDelegado Barêtta

“Hoje ele resolveu contar ao pai dele que tinha cometido este crime. Eles estavam todos juntos, bebendo São João da Barra [cachaça], quando por volta de 1h30 da madrugada do dia 07, começaram a discutir. Ele [Marcelo] disse que o rapaz [Antônio] quis furar ele com um espeto, e por isso começou a furar a vítima com um punhal”, narrou o delegado, por telefone, ao 180.

Pelo menos 72 facadas teriam sido desferidas contra a vítima.

À delegacia também foi conduzido o adolescente F. das C. H. P., e 17 anos, que teria ajudado a ocultar o corpo. “Eles arrastaram a vítima até esse matagal, e o menor é quem teria ido atrás de uma picareta para ajudar a enterrar o corpo”, afirma Barêtta, completando ainda que os dois devem responder por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Os dois foram liberados após coleta dos depoimentos, por falta de indicativos suficientes para mantê-los presos. “Aqui nós investigamos para prender, e não prendemos para investigar”, disse o delegado, confirmando que pediu diligências para coleta de provas e indícios da comprovação de autoria, até mesmo porque os suspeitos podem estar acobertando outros possíveis envolvidos.

A arma usada no crime foi apreendida. Quanto ao adolescente, um termo de compromisso foi assinado pela mãe, garantindo que o jovem será apresentado à Delegacia do Menor, e à Promotoria responsável.

 

Fonte: 180 graus

roupapapapa 300x250eFoto: Blog do PessoaNa manhã desta segunda-feira (12/09) o corpo de uma mulher, ainda não identificado, em estado de decomposição foi encontrado em um matagal no bairro Dirceu Arcoverde em Parnaíba, litoral do Piauí.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local colhendo informações e isolando a área.

O corpo da mulher possui uma tatuagem com três estrelas na perna direita. Ainda no local foram encontradas uma bermuda azul e uma sacola com roupas. A Perícia Criminal e o IML estiveram no local fazendo o levantamento.

A polícia trabalha com a hipótese de crime passional, mas só após as investigações é que tudo ficará esclarecido. Até o momento a polícia não tem pistas de quem teria cometido o crime.


Fonte: Com informações do Blog do Pessoa

djalma 300x250eO ministro Ribeiro Dantas, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), abriu vistas ao Ministério Público Federal (MPF), provavelmente, para que este opine a respeito de um recurso interposto por Djalma Filho, que está ‘inconformado’, segundo integrantes da Corte, porque suas argumentações sobre o caso que envolve o assassinato do apresentador Donizette Adalto, em 1998, não são aceitas.

O próprio MPF já havia pedido, em outra ocasião, que os autos fossem encaminhados ao Tribunal de Justiça do Piauí para que o caso siga seu trâmite e seja julgado.

A remessa para o MPF ocorreu dia 8 de setembro.

 

Fonte: 180 graus

  • Cabedo
  • Rastek
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Paraiba