A empresária Michelle de Souza Pires, de 30 anos, morreu, na madrugada deste domingo (27), em um apartamento no Setor Central, em Goiânia. Segundo parentes, ela faleceu menos de 36 horas depois de passar por cirurgias plásticas.

empresariaMichelle de Souza Pires, de 30 anos, morre após fazer cirurgia plástica (Foto: Reprodução/Facebook)
Natural de Morrinhos, no sul goiano, Michelle veio à capital para fazer uma abdominoplastia e lipoaspiração no Hospital Buriti. De acordo com a ex-sogra da vítima, Maria Clara Pires, ela saiu do centro cirúrgico às 20h de sexta-feira (25) e recebeu alta médica às 13h do dia seguinte. A empresária morreu por volta das 5h deste domingo.
O G1 entrou em contato, por telefone, às 11h com profissionais do Hospital Buriti Sereno, mas não obteve um retorno sobre o caso até a publicação desta reportagem.

Como vive no interior, Michelle se hospedou na casa da ex-sogra, que mora em Goiânia. O ex-cunhado da vítima, o microempreendedor Lucas Paulo Pires Silva, acredita que o médico responsável pelo procedimento foi negligente.
“Nos exames que ela fez deu um pouco de anemia e o médico disse que não tinha problema. Ela sempre quis fazer e convenceu a mãe. Ela terminou a cirurgia na sexta umas 20h, e o médico liberou no sábado umas 13h. Ela foi liberada muito cedo, ela deveria ter ficado mais em acompanhamento já que fez a plástica”, disse Silva.
De acordo com as testemunhas, Michele reclamou de sentir falta de ar e de fadiga. A ex- sogra e a irmã dela tentaram socorrê-la.
“Minha mãe e minha tia tentaram ligar para o médico, mas não conseguiram. Depois chamou o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência]. A Michelle já estava indo a óbito, minha mãe fez massagem cardíaca uns 15 minutos até o Samu chegar. O Samu tentou reanimar, mas não conseguiu”, relatou Silva.
O caso foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil. De acordo com o boletim de ocorrência, a causa da morte está a esclarecer.
A mulher deixa dois filhos, sendo um de 10 e outro e de 4 anos. O corpo dela deve ser enterrado em Morrinhos.

 

Fonte: G1

Um corretor de veículos, de 26 anos, foi executado com seis disparos de arma de fogo na tarde deste sábado (26/11) no Parque Mão Santa, zona Leste de Teresina. Policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar informou que um ocupante em um carro preto teria efetuados os disparos e depois fugiu.

imgresImagem ilustrativa

A polícia acredita que a vítima estava sendo perseguida, pois horas antes do crime, um carro com as mesmas características, esteve parado em frente à casa do pai do corretor. O sargento Rivaldo Oliveira, em entrevista à TV Cidade Verde, disse que toda a ação foi muito rápida. "O carro chegou e cercou a vítima e foi de imediato, coisa rápida".

A vítima deixa esposa e dois filhos. Os disparos atingiram a região do tórax. Ele ainda chegou a ser socorrido e levado ao hospital do Satélite, mas já chegou sem vida.

A Delegacia de Homicídios está investigando o caso e buscando pistas que possam levar até os criminosos. A motivação do crime ainda não foi descoberta.

 

Fonte:180 graus

Uma jovem de 20 anos pediu ajuda à Delegacia da Mulher, no Centro de Teresina, depois de sofrer um estupro realizado pelo próprio pai, no último dia 9. A jovem desconfia de ter sido dopada para que a violência sexual acontecesse.

132ba22d70ff242f167b3f411224f79bDelegada Vilma Alves apura o caso. (Imagem:cidadeverde.com)

De acordo com a delegada Vilma Alves, que está dando suporte à vítima, o caso será investigado pela Polícia Civil de Caxias-MA, onde o caso ocorreu. A delegacia de Teresina foi procurada devido à maior capacidade de oferecer suporte psicológico à vítima, que está profundamente debilitada emocionalmente.

A vítima é natural de Teresina e mora desde a infância com a mãe em São Paulo. O contato com o pai sempre foi por telefone. Segundo a jovem, ele trabalha como mototaxista e tem 40 anos.

A vítima relatou que resolveu vir para Teresina porque tem uma filha de 4 meses, que alguns familiares queriam conhecer. Ela aproveitou a oportunidade para apresentar a neta ao avô, suspeito do crime.

“Ela nos relatou que saiu uma noite para beber com ele em um bar, porque ela jamais imaginou que o próprio pai faria algo tão absurdo assim. Quando voltaram para a casa, ela foi dormir e já acordou na manhã seguinte sentindo as marcas da violência sexual. Imagine a crueldade de um crime assim. O próprio pai cometer um estupro enquanto a filha estava desacordada”, destaca da delegada.

A jovem relatou que além das dores pelo corpo, sentiu tontura e muita dor de cabeça e por isso suspeita que o pai tenha colocado droga em sua bebida, porque ela não acordou durante a noite. O crime aconteceu no dia 09 de novembro e somente ontem ela realizou exame de corpo de delito.

Profundamente abalada com a situação, a jovem queria pena de morte para o pai. “Tudo que eu queria era justiça, prisão ou mesmo a morte. Queria que houvesse pena de morte para isso que ele fez”, disse a garota, que revoltada confessou desejar dar um tiro no próprio pai.

Vilma Alves destacou que a maioria dos crimes de estupro tem como autores pessoas próximas e de confiança da vítima, o que torna essa violência ainda mais cruel. Ela lembrou do lançamento do aplicativo "Acorda, Cinderela", que visa coibir e incentivar a denúncia de crimes de estupro contra mulheres sob efeito de drogas.

“É preciso que toda a sociedade se empenhe em divulgar o aplicativo e as devidas informações sobre os direitos das vítimas, elas ficam completamente destruídas, arrasadas e precisam saber que devem denunciar”, afirmou a delegada.

A delegacia de Caxias está responsável pela investigação do caso e o suspeito ainda está foragido. A garota revelou que deixou a casa do pai sem falar com ele sobre o ocorrido.

 

Fonte:cidadeverde.com

DSC01594Marcelo Waquim. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

Desde o dia que aconteceu o crime de tentativa de homicídio contra o Vereador Manoel Simplício que o advogado Marcelo Waquim tem se engajado no caso na condição de integrante da família e operador do direito. Na tarde de ontem ele conversou com nossa reportagem falando que a polícia chegou aos nomes dos suspeitos um dia após o crime e as prisões aconteceram nos dias 24 e 25 últimos, sendo recolhido Alef Ferreira de Sousa na noite de 24 e Valfran do Vale, na manhã do dia 25. ambas as prisões feitas pelas polícia de nossa cidade.

21cae46cb0067156c8168ab650496655

Segundo Marcelo Waquim, Valfran foi o responsável pelos disparos que atingiram o parlamentar, enquanto o seu parceiro Alef foi o piloto da moto. Marcelo disse ainda que a investigação trabalha no sentido de que tenha sido um crime de pistolagem, ou seja encomendado. "Neste momento a investigação está em prol de saber quem são os mandantes". Falou Marcelo. O advogado disse ainda que os acusados confessaram a autoria do crime faltando apenas alguns detalhes sobre o paradeiro da arma e do veículo. "Sr Manoel não tem atrito com ninguém, nós temos que saber a motivação do crime e demonstrar pra Floriano que a Polícia Militar e a Polícia Civil estão fazendo um trabalho em prol da limpeza e fazer segurança pra nossa sociedade". Continuou Marcelo.

Em relação ao vereador Manoel Simplício, ele encontra-se em Recife fazendo uma série de exames enquanto a polícia cuida de elucidar todo o delito, segundo palavras do nosso entrevistado.

 

Da redação

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia