• Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • veloso
  • Dario PAX
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • veloso
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Farmaduty
  • Casa dos frios
  • Posto Aliança

O serviço de policiamento ostensivo na cidade de Floriano registrou um plantão tranquilo onde segundo informaçõe do Oficial de Operações Tenente Bezerra, foi registrado um caso de furto de moto cuja notícia do fato chegou a conhecimento da polícia através do senhor de nome Carlos Iran que teve o vículo furtado no momento em que ele participava de uma festa no bairro Tiberão.

055c7f8b 629f 47ec b47f c21a86266284Quartel do 3º BPM. (Imagem:Arquivo/jc24horas)

A outra ocorrrência foi durante uma ronda noturna na avenida Calisto Lobo, quando as viaturas encontraram quatro elementos em atitudes suspeitas e ao realizaram as buscas pessoais encontraram um revólver calibre 22 que estava com o homem identificado apenas por Ulisses que foi conduzido para a Delegacia de Polícia.

 

Da redação.

Prevista para acontecer com reforço de policiais e agentes do Detran por causa da greve de agentes penitenciários, as visitas às unidades prisionais desta quarta-feira (2) foram suspensas no Distrito Federal. A Secretaria de Segurança Pública alegou que um relatório da área de inteligência apontou risco de os presos fazerem visitantes reféns.

papuda4Prédio do Complexo Penitenciário da Papuda, em São Sebastião, no Distrito Federal (Foto: Alexandre Bastos/G1)
Familiares de detentos contaram que aguardavam no Complexo Penitenciária da Papuda desde as 10h e que as 5h foram retiradas. A Polícia Militar fez um cordão para impedir a passagem e chegou a jogar gás de pimenta para liberar a pista, que havia sido ocupada pelo grupo.

Nesta terça (1º), a secretaria havia dito que mobilizaria policiais civis, militares, bombeiros e agentes do Detran para garantir a revista dos visitantes. Eles trabalhariam em conjunto com os agentes que não aderiram à greve, iniciada em 10 de outubro. A previsão era de que os presidiários recebessem apenas duas visitas por mês, todas de mulheres (mãe ou companheira, desde que maior de idade). Normalmente, são quatro visitantes.
Para o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (Sindpen), Leandro Allan Vieira, a medida era "arriscada" e "perigosa". Esta é a terceira semana em que há suspensão de visitas desde o início da paralisação.
“Nós repudiamos o ato de mandar policiais militares porque achamos perigoso e arriscado, não por serem PMs, mas por terem atribuições diferentes. Eles são treinados para atuar nas ruas, não nas unidades penitenciárias. A sociedade vai perder 400 policiais nas ruas e vai ficar desguarnecida de segurança. Nós não vamos colaborar nem atuar em conjunto, vamos apenas cuidar das áreas externas dos presídios”, disse nesta terça.
Os agentes têm diversas reivindicações, como a contratação de 500 servidores e o pagamento da última parcela do reajuste salarial. A reposição de 17,5% deveria ter sido liberada em setembro de 2015, mas foi adiada pelo GDF por tempo indeterminado.
No início do mês, o Tribunal de Justiça do DF acatou os argumentos do Palácio do Buriti e declarou a ilegalidade da greve, sob pena de R$ 100 mil diários em multa. No último dia 20, o tribunal aumentou o valor para R$ 200 mil ao dia.

Sistema prisional
O DF tem cerca de 15 mil presos. A estimativa, no entanto, é de que o sistema só poderia suportar metade desse volume. De acordo com o Sindpen, a cada turno de trabalho, existem 120 presos por agente penitenciário. O recomendado era um agente para cada cinco detentos.
Só o Complexo da Papuda tem 14 mil detentos e abriga quatro dos seis presídios do DF: as Penitenciárias I e II, o Centro de Detenção Provisória e o Centro de Internação e Reeducação.
Entre os presidiários lotados na Papuda estão o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, o ex-deputado Natan Donadon, o ex-senador Luiz Estevão e o ex-vice-governador Benedito Domingos.
Segundo a Secretaria de Segurança, a maior parte dos presos do DF têm entre 18 e 25 anos, são reincidentes, têm baixa renda e são envolvidos com tráfico de drogas. Há cerca de 800 visitantes no presídio feminino por mês e 1,5 mil nos masculinos, afirma a pasta.
LISTA DE UNIDADES DO DF

Centro de Detenção Provisoria (CDP): destinada ao recebimento de presos provisórios, sendo o presídio de entrada e classificação para os demais estabelecimentos do sistema penitenciário. Na unidade também está a ala de ex-policiais e a ala destinada aos presos provisórios com celas destinadas a presos que aguardam possível extradição. Ele fica no Complexo da Papuda, próximo a São Sebastião.

Centro de Treinamento e Reeducação (CIR): recebe detentos do semiaberto. Ele fica no Complexo da Papuda.

Penitenciária do DF I: estabelecimento de segurança máxima que abriga presos do regime fechado. Ela fica no Complexo da Papuda.

Penitenciária do DF II: presídio de segurança máxima que abriga presos do regime fechado e, excepcionalmente, presos do semi-aberto. Ela fica no Complexo da Papuda.

Centro de Progressão Penitenciária (CPP): recebe presos provisórios em regime semi-aberto e que têm autorização para cumprir trabalho externo e é liberado para saídas temporárias.Ela fica no SIA.

Penitenciária Feminina do DF: estabelecimento de segurança média, ele é destinado a detentas condenadas a regime fechado e semiaberto. Também abriga presas provisórias que aguardam julgamento. Ela fica no Gama.

 

Fonte: G1

A ex-mulher de Thiago Batista de Barros, que teve a prisão preventiva decretada e cumprida por envolvimento indireto na morte do cantor Dan Nunes, na quarta-feira (26), foi libertada nesta terça-feira (1°) após passar seis dias presa. O alvará de soltura da suspeita foi expedido no começo da tarde a pedido do juiz Edmundo Lellis Filho.

elyse dannunesElyse Chiceri concedeu entrevista após ser presa (Foto: Reprodução/Jornal A Tribuna)
A Justiça determinou a prisão de Elyse "por não comparecer ao julgamento de Thiago Batista de Barros, por ter um celular onde há provas de que participou do crime e que suas declarações causaram séria perturbação, trazendo reforço à sensação pública de que se vive em uma sociedade impune e eticamente apodrecida em seus valores morais como: família, fidelidade, liberdade e responsabilidade". A decisão não detalha qual teria sido a participação da mulher no crime.

Após a decisão ter sido publicada, Elyse concedeu uma entrevista ao jornal santista, A Tribuna, onde contestou a determinação da Justiça. "A minha prisão é ilegal e absurda. Não tenho participação nenhuma (no crime)", afirmou no dia 26.
Elyse aproveitou a oportunidade para pedir desculpas à família da vítima. "Nunca tive a oportunidade ou a coragem de falar com a família do Dan. Queria pedir perdão de alguma forma por tudo o que aconteceu", disse.
Elyse Chiceri não foi ao julgamento que terminou com a condenação de Barros. No entanto, ela compareceu a um primeiro julgamento, que foi interrompido no meio e adiado por problemas técnicos. Na ocasião, a mulher disse que se relacionava com os dois rapazes simultaneamente e que, em determinado momento, afirmou para o assassino que o desempenho sexual dele era inferior ao da vítima.
Na época, o advogado Alex Ochsendorf afirmou que a mulher contou que ora estava com Thiago e ora com Dan Nunes e que, além disso, causava ciúmes entre os rapazes propositalmente e em lugares públicos, inclusive fazendo comparações entre os dois.
Em um primeiro depoimento, realizado em julho de 2015, Elyse também já havia afirmado que mantinha relações com Thiago de Barros e Dan Nunes, e, inclusive, falava de um para o outro com o objetivo de incitar ciúmes.
Thiago Batista de Barros foi condenado a 18 anos de prisão em regime fechado. Após dois adiamentos seguidos, o julgamento do acusado de matar Dan Nunes há um ano foi concluído na última segunda-feira (24), no Fórum da cidade.
O G1 tentou entrar em contato com o advogado Alex Ochsendorf para comentar a libertação de Elyse, mas não obteve resposta até a publicação dessa matéria.
Caso
Dan Nunes foi morto com um tiro pelas costas no dia 30 de março de 2015, na porta do bar onde tinha acabado de fazer um show com sua banda, a Tr3vo. O motivo do crime teria sido ciúmes. Thiago teria efetuado o disparo contra o cantor por ele ter se relacionado com sua ex-mulher. O acusado ficou foragido por mais de três meses e se apresentou no Fórum apenas no dia da primeira audiência do processo criminal.

 

Fonte: G1

Ao menos 10 pessoas morreram no desabamento de uma gruta em Santa Maria do Tocantins, região central do estado, de acordo com o Corpo de Bombeiros. As vítimas já resgatadas são duas crianças e oito adultos. O grupo, de cerca de 50 pessoas, estava no local para participar de uma missa em comemoração ao Dia de Todos os Santos.

whatsapp image 2016 11 01 at 16.38.48Corpos foram retirados pelo Corpo de Bombeiros (Foto: CIOPAER/SSP)

Segundo a corporação e a Secretaria de Estado da Saúde, outras sete ficaram feridas após parte do teto da gruta desabar na manhã desta terça-feira (1º).
O desabamento foi registrado por volta das 10h, horário local. As vítimas são de Santa Maria, Itacajá e Pedro Afonso, todas na região central.
Três equipes do Corpo de Bombeiros estão no local, além da Defesa Civil de Palmas. O helicóptero da Secretaria de Segurança Pública (SSP) também está ajudando no resgate das vítimas, que estão sendo levadas para os hospitais de Pedro Afonso, Guaraí e Palmas.
A Secretaria de Estado da Saúde informou que até às 15h deram entrada no Hospital Regional de Pedro Afonso (HRP) cinco vítimas do desabamento."As vítimas estão estáveis e recebendo atendimento adequado."

Outras duas vítimas que tiveram fratura exposta foram encaminhadas para o Hospital Geral de Palmas (HGP) e para unidade privada da Capital. "O HGP continua com equipe à postos, aptas em colocar em prática o Plano para Atendimento a Múltiplas Vítimas."
Entenda
Os Bombeiros de Colinas do Tocantins disseram que foram acionados por volta das 11h e que três equipes foram para o local. Segundo a corporação, pelo menos 50 pessoas estavam na hora do desabamento.
Um dos fiéis que estava na gruta chamada Casa de Pedra contou que o teto começou a cair de repente no momento em que eles estavam rezando. Além disso, não chovia no momento do desabamento. "Todo mundo saiu correndo e os parentes das vítimas ficaram lá gritando socorro", disse Wilson Mendes Rodrigues.
Segundo o homem, a concentração de pessoas é feita todos os anos entre os dias 1º e 2 de novembro, que são comemorados o Dia de Todos os Santos e de Finados. Cerca de 50 pessoas estavam no local.
"Estavam todos rezando. Aí caiu o pedaço do teto em cima do povo. Tinha cerca de 15 pessoas no local onde caiu. Todo mundo saiu correndo e os parentes das vítimas ficaram lá gritando socorro", relatou.
A gruta fica em um local aberto e de fácil acesso, a cerca de 10 quilômetros da cidade.

 

Fonte: G1

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia