O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se reuniu com o presidente Michel Temer na manhã desta segunda-feira e pediu o auxílio das Forças Armadas para reforçar a segurança do estado. Há quatro dias, familiares de policiais militares fazem protestos em frente a batalhões da PM do estado.

1dd010227a9775c7967b874abef01f2cTemer autoriza ação das Forças Armadas no Rio.(Imagem:Divulgação)

Temer atendeu ao pedido do governador e liberou o uso de homens do Exército. A previsão inicial é de que o trabalho dos militares comece nesta terça-feira. Tamanho do efetivo, período e área da operação ainda estão sendo estudados.

O RJ já havia pedido reforço da Força Nacional. Um grupo de cerca de 80 homens que estava no Espírito Santo já havia sido autorizado a se deslocar para o estado vizinho.

Fonte: CBN

O portal jc24horas teve conhecimento através do Comandante do 3º Batalhão Policial Militar, Ten Cel Rubens Lopes que por volta das 21h55min em um bar localizado na Rua Antonio Neto teve início uma briga por causa do desaparecimento de um aparelho de telefone celular. O GTAM foi acionado e conduziu para a Central de Flagrantes Jodialisson de Sousa Silva, que segundo a denúncia promoveu um verdadeiro quebra-quebra no local causando prejuízos ao proprietário.

Outra ocorrência que acionou o serviço de policiamsnto ostensivo de Floriano foi um caso de arrombamento a residência de propriedade da senhora Luciene Alves dos Santos, localizada no Conjunto Filadelfo Freire de Castro, fato ocorrido por volta de 00h32min e segundo informações da denunciante o elemento arrombou a porta dos fundos e levou um aparelho de telefone celular e a quantia de R$ 200,00 (duzentos reais). A dona da casa foi orientada a registrar o Boletim de Ocorrência na Central de Flagrantes. A Polícia Militar registrou ainda um caso de violência doméstica e outro de som abusivo.

pp

 

Da redação

Brasileiro com breve passagem pelo Boston Celtics, da NBA, o jogador de basquete Fabricio Melo foi encontrado morto em casa na noite deste sábado, em Juiz de Fora (MG). O pivô, popularmente conhecido como Fab Melo, tinha 26 anos.

eeee8ffd3c6dcf6fb455330ce76fe77eAos 26 anos, brasileiro ex-Boston Celtics, da NBA, é encontrado morto.(Imagem:Divulgação)

Ainda não há detalhes sobre a causa da morte. De acordo com informação do site globoesporte.com, a mãe de Fabrício contou à polícia que o jogador chegou em casa na sexta-feira e foi dormir.

Neste sábado, quando foi chamar o filho, ela verificou que ele estava inconsciente e acionou o Samu, que constatou o óbito do atleta.

Natural de Juiz de Fora, Fab Melo iniciou nos Estados Unidos pela Universidade de Syracuse, em Nova York, com grande destaque. Em 2012, ele foi selecionado pelo Boston Celtics na 22ª escolha da primeira rodada do draft.

Depois da contratação, ele foi para o Maine Red Claws, equipe filiada que disputa a Liga de Desenvolvimento. Em seguida, o atleta de 2,13m passou por Memphis Grizzlies e Dallas Mavericks, mas sem êxito.

Após os insucessos, jogou pelo Caciques de Humacao, de Porto Rico, e em seguida voltou ao Brasil para defender Paulistano, Liga Sorocabana e Brasília.


Fonte: Yahoo

Moradores de Vitória participaram nesta manhã da Caminhada pela Paz, na orla da Praia de Camburi. Com cartazes, camisas e balões brancos, os capixabas pediram o retorno à normalidade após nove dias de paralisação dos policiais militares no Espírito Santo.

487101b934c3708a98db36f833ac5ae3Milhares de pessoas fazem Caminhada pela Paz na orla da Praia de Camburi, em Vitória (Tânia Rêgo/Agência Brasil).

Com o retorno gradativo dos policiais – hoje são 875 patrulhando as ruas do estado – e a presença das Forças Armadas e da Força Nacional, os capixabas relatam que se sentem mais seguros para retomar a rotina e sair de casa.

Segundo o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, o objetivo do ato é fazer que as famílias voltem a ocupar os espaços públicos da capital capixaba. “A vida no Espírito Santo é a cidade ocupada pelas famílias, os capixabas nas praias, andando de bicicleta, caminhando. É importante que essas imagens rodem o mundo e mostrem que os capixabas superaram essa semana de trevas que nós passamos”.

O prefeito informou que amanhã (13) serão retomadas grande parte das atividades da rede municipal de ensino, das unidades de saúde e das repartições públicas. “A ideia é que a gente vá voltando ao normal gradativamente. A presença de mais de 5 mil pessoas aqui [na caminhada] mostra que este é um sentimento de todos nós: queremos retomar as nossas vidas”, acrescentou.

Volta à normalidade

Aos poucos, os capixabas começam a voltar a rotina. Praias, bares e restaurantes ficaram mais cheios este fim de semana. Mesmo com receio, os moradores estão saindo de casa.

O casal Carlos Henrique Ribeiro e Camila Lélis, ambos de 57 anos, acompanhados da neta Ana Júlia, de 2 anos, resolveram participar da Caminhada pela Paz para retomar a sensação de tranquilidade que sempre tiveram na capital. “Eu estou me sentindo bastante tranquilo. Se não estivesse, não traria minha neta para a rua”, disse Ribeiro, que é procurador do estado e não pôde trabalhar na semana passada porque os órgãos do Judiciário permaneceram fechados.

“Ficamos aquartelados. Fomos obrigados a isso”, resumiu Camila, em alusão ao aquartelamento dos policiais nos quartéis devido ao movimento grevista. “Hoje estou sentindo uma sensação de liberdade, de poder exercer meu direito de ir e vir. Tenho esperança de voltar à nossa rotina normal amanhã”.

A policial civil aposentada Eliete Bermudes, de 66 anos, relata que ainda se sente insegura de sair de casa. “A gente sai, mas com medo. A gente sabe o risco que corre. Só saio com a carteirinha do plano de saúde”, contou. “Eu acho que algum lado deveria ceder. O governador não cede, os policiais não cedem e a população fica no meio do tiroteio. Não estou de acordo com nenhum dos dois lados.”

As mulheres e mães de policiais militares continuam acampadas em frente aos batalhões impedindo a saída de viaturas e de agentes em protesto por melhorias salariais.
Número de homicídios

O Sindicato dos Policiais Civis do Espírito Santo informou que foram registrados 142 homicídios no estado desde sábado (4) até as 10h de hoje. O maior número de mortes violentas foi contabilizado na segunda-feira (6), com 40 homicídios. Ontem (11), houve dois homicídios.

A Secretaria estadual de Segurança Pública não divulgou até o momento um balanço das ocorrências desde o início da paralisação dos PMs.

Fonte: Agência Brasil

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paçoka
  • Espeto e Cia
  • Med Plan