Foi enviado para a redação do portal jc24horas, através do whatsapp (89)9.9997-9333 um vídeo gravado no centro da cidade de Floriano onde mostra dois homens travando luta corporal enquanto populares vibram com a cena. Nas imagens nossa reportagem conseguiu identifica um deles como sendo o ex-presidiário conhecido como Roupinol que tem várias passagens pela polícia por uso de drogas e prática de furtos e roubos em nossa cidade. Confira o vídeo.

Screenshot 2016 09 10 03 59 51Homens brigando no centro de Floriano. (Imagem:Divulgação/whatsapp)

 

Da redação

A Polícia Federal cumpre na manhã desta sexta-feira (9) 26 mandados de prisão contra suspeitos de integrar uma quadrilha de tráfico de drogas interestadual. De acordo com as investigações da Operação Caldeirão, os criminosos atuavam transportando entorpecentes em veículos de passeios e caminhonetes do Mato Grosso do Sul, passando por Goiás e chegando ao Distrito Federal. São seis mandados no DF, cinco em Goiânia (GO), 12 em Campo Grande (MS) e três em Ponta Porã (MS).

operacao caldeiraoCarros apreendidos pela Polícia Federal em operação contra tráfico de drogas no DF, MS e GO (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Em Campo Grande, policiais federais estiveram em uma residência do bairro Portinho Pache, que é de classe média alta. Eles chegaram ao local em viatura descaracterizada, e um chaveiro foi chamado.

A corporação informou que, durante o pouco mais de um ano de investigação, foram feitos oito flagrantes e presas 17 pessoas. Também foram apreendidos 5,7 mil kg de maconha e 10 kg de cocaína. Em uma das ações, um dos investigados foi morto depois de atirar contra os policiais federais.
Nesta sexta, também são cumpridos 26 mandados de busca e apreensão e cinco de notificação ao bloqueio de imóveis. Todos foram expedidos pela 8ª Vara Criminal de Goiânia (GO). Com isso, devem ser apreendidos 23 carros e bloqueadas as contas bancárias dos 26 investigados.

Os presos vão responder por tráfico interestadual de drogas, por associação e por financiamento ao tráfico. Juntas, as penas podem atingir 20 anos de prisão.
O nome da operação faz alusão ao termo usado pelos investigados, informou a polícia. Eles chamavam de “caldeirão” os veículos que transportariam os entorpecentes.

 

Fonte: G1

manoelviei190416Cel Vieira. (Imagem:piauinoticias)

O ex-comandante do 3º BPM, Coronel Manoel Vieira dos Santos Neto, foi vítima de um profundo golpe de faca na noite de ontem na avenida Frei Antonio Cúrcio no momento em que se realizava o desfile do dia sete de setembro. O oficial a Reserva Remunerada da PM estava fazendo a manobra em uma Kombi quando parou para atender seu telefone celular e foi abordado pelo meliante armado com um facão que desferiu um golpe no braço do Coronel causando um profundo golpe. O militar foi levado para o Hospital Regional Tibério Nunes onde foi submetido à intervenção cirúrgica pelo médico Hugo Leal Filho, em seguida foi liberado.

Vários irmãos de maçonaria do oficial estiveram no Hospital Regional Tibério Nunes para saber informações sobre o estado de saúde do Coronel.

 

Da redação. 

O secretário municipal de saúde de Porto, Danilo Rêgo, sofreu uma tentativa de homicídio na tarde desta quarta-feira (07). Ele estava em sua residência quando foi surpreendido por um empresário da cidade, que chegou munido de arma branca e armas de fogo com o objetivo de assassiná-lo.

secretario danilo regoSecretário Danilo Rêgo. (Imagem:Divulgaão)

O GP1 conversou com o secretário, que informou que o acusado trata-se de Chagas Rêgo, proprietário de um hotel no município. “Por volta das 17h esse homem apareceu em uma farmácia da minha tia, que fica próxima à minha casa. Ele estava com um revólver calibre 38, uma arma de fogo grande, tipo um fuzil, e um punhal, e dizia que ia me matar. Um amigo meu, Jean Lages, se adiantou e foi até minha residência, e antes de fechar o portão foi rendido por ele [Chagas] que colocou uma arma em sua cabeça”, afirmou.

Danilo Rêgo explicou que estava em casa com sua família e sua esposa, grávida de gêmeos, e percebeu o tumulto. “Nesse momento minha família procurou se esconder dentro de casa. Esse meu amigo salvou minha vida”, declarou.

Imediatamente a polícia foi acionada e com isso o acusado fugiu. De acordo com o secretário, ele teria contado com o apoio de um policial civil na fuga. “Ele fugiu em um carro de um policial civil, candidato a vereador”, apontou.

Ainda segundo Danilo Rêgo, o crime teria motivações políticas. “Ele apoia o candidato de oposição a prefeitura, e nós apoiamos o Dr. Valter. Há bastante tempo eu venho sofrendo ameaças e ataques nos palanques deles”, pontuou. O secretário de saúde informou que todas as providências foram tomadas e que já denunciou o caso junto à Polícia Civil. O empresário Chagas Rêgo encontra-se foragido.

 

Fonte:GP1

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom