Teve início na manhã de hoje a primeira operação Rodovidas, resultado da reunião realizada ontem no quartel do 3º BPM com todos os organismos de segurança pública de nossa cidade. Em comunicado enviado ao whatsapp do portal jc24horas o Comandante do 3º Batalhão Policial Militar dar explicações acerca dessa operação em conjunto deflagrada a partir de hoje. Confira a mensagem envida ao nosso número (89)9.9997-9333.

 

"Forças Policiais do GRADE (Grupo de Gerenciamento de Ações em Rede Anti Delito) na 1ª Operação Rodovida em andamento nesta cidade de Floriano, iniciando-se no cruzamento das Avenidas Santos Dumont com Senador Dirceu Arcoverde, com a participação integrada de 30 colaboradores entre PMs, PRFs, Agentes da SUTRAN e PCs". 

3e4b67a6 505e 433f b4b0 5a5c0015e056Operação Rodovidas. (Imagem:Divulgação/PM)

 

Da redação

Os dois menores que praticaram o assalto contra Mariana Vianna, foram presos por uma equipe da Polícia Militar logo após a prática do ato infracional. A PM efetuou a condução da dupla para a Central de Flagrantes juntamente com a arma encontrada em poder deles. 

15578969 10207802053145047 579056723032754384 nArma encontrada em poder dos menores. (Imagem:Divulgação)

 

Da redação

lícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (16), em 11 estados e no Distrito Federal, uma operação para desarticular esquema de corrupção relacionado à cobrança judicial de royalties da exploração mineral.

imgres
A operação foi batizada de Timóteo em referência a um dos livros da Bíblia. Um dos alvos das investigações, informou a PF, é um líder religioso suspeito de emprestar contas bancárias de sua instituição para ajudar a ocultar dinheiro. Até a última atualização desta reportagem, o nome do religioso e da igreja ainda não tinham sido divulgados pelas autoridades policiais.
Além do DF, as ações da Polícia Federal ocorreram em Goiás, Bahia, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.
A suposta organização criminosa, de acordo com a PF, agia junto a prefeituras para obter parte dos 65% da chamada Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM) repassada aos municípios. Em 2015, o CFEM acumulou quase R$ 1,6 bilhão.
Ainda conforme as investigações, munidos das informações, os suspeitos entravam em contato com municípios que tinham créditos do CFEM junto a empresas de exploração mineral para oferecer seus serviços.
Segundo as investigações da Operação Timóteo, um diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) oferecia informações privilegiadas sobre dívidas de royalties a dois escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria.
A TV Globo apurou que o diretor do DNPM investigado se chama Marco Antônio Valadares Moreira.
A reportagem da TV Globo apurou ainda que a mulher do dirigente do órgão federal, Lilian Amâncio Valadares Moreira, o filho do governador do Pará, Simão Jatene, e outros dois advogados também são alvos da operação.
O pastor Silas Malafaia, líder religioso da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, foi alvo de uma condução coercitiva para prestar esclarecimentos sobre suspeita de lavagem de dinheiro.
Os mandados judiciais
Por ordem da Justiça Federal, 300 policiais cumprem nesta sexta 4 mandados de prisão preventiva (sem prazo determinado), 12 de prisão temporária (de 5 dias prorrogáveis por mais 5), 29 conduções coercitivas (quando a pessoa é obrigada a ir prestar depoimento) e sequestro de 3 imóveis e bloqueio judicial de até R$ 70 milhões em contas dos suspeitos.
Ao todo, há mandados para 52 diferentes endereços relacionados à organização criminosa.
O juiz federal responsável pelo caso determinou que os municípios não contratem ou paguem nenhum dos escritórios de advocacia e consultoria sob investigação.
O esquema criminoso
As investigações da Operação Timóteo apontam que a suposta organização criminosa era dividida em, pelo menos, quatro grandes núcleos:
- o núcleo captador, formado por um diretor do DNPM e pela mulher dele, que, segundo a PF, prospectavam prefeitos interessados em ingressar no esquema;
- o núcleo operacional, composto por escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria registrada no nome da esposa do diretor do DNPM que comandava o esquema de corrupção. Esse núcleo, afirma a PF, repassava valores indevidos a agentes públicos;
- o núcleo político, formado por políticos e servidores públicos responsáveis pela contratação dos escritórios de advocacia integrantes do esquema;
- o núcleo colaborador, que, conforme os policiais, era responsável por auxiliar na ocultação e dissimulação do dinheiro desviado. Entre os integrantes desse núcleo está uma liderança religiosa que recebeu dinheiro do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema. A PF apura se esse religioso emprestou contas bancárias da instituição que ele comanda para ocultar a origem ilícita do dinheiro.

Através de sua página no facebook, a internauta Mariana Vianna narrou o drama vivido durante um assalto que ela foi vítima na noite de ontem e exibe fotos das agressões praticadas por dois menores. Confira a postagem.

15542253 10207802060425229 1607133973042157029 nVítima de assalto e as marcas da agressão. (Imagem:facebook)

 

"Boa noite gente!
Quero aqui poder compartilhar minha dor, trauma, pânico, desespero, indignação por não poder fazer nada, infelizmente não podemos mais nem sentar na porta de casa, pq chegam dois moleques nos abordando dessa forma,e nos agredindo fisicamente e verbalmente, usando arma de fogo, isso tudo pra roubar um celular, mais graças a Deus estamos bem,os anéis sempre vão,os dedos ficam, e ficamos só com esses arranhões... Quero agradecer a Deus por esse livramento, a polícia pela rapidez em ter pego esses infelizes menos de meia hora, e à todas pessoas que se preocuparam com o nosso bem estar!!! Fica uma alerta à todos não sentarem mais nem na porta de casa,e espero que as autoridades de Floriano, tomem as providências cabíveis para que nossa cidade volte à ser o que era antes!"

15622064 10207802057025144 4413307021660240173 nMarcas das agressões. (Imagem:facebook) 

 

Fonte:facebook

  • Paçoka
  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Med Plan
  • Espeto e Cia