• Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Farmaduty

Nas primeiras horas da manhã dessa sexta-feira uma equipe da Força Tática prendeu um homem identificado como Paulo Henrique Lima de Oliveira, que foi flagrado com um revólver calibre 38 e duas munições, fez a sua condução para a Central de Flagrantes onde ele foi autuado e o Portal jc24horas esteve naquela instituição de segurança para conversar com a Delegada Nayanna da Paz, que falou sobre o destino dado ao homem conduzido pela Força Tática.

WhatsApp Image 2019 08 03 at 02.19.47Delegada Nayanna da Paz. (Imagem:Temístocles filho/jc24horas)

Segundo informações da delegada, Paulo Henrique foi autuado por porte de arma de fogo, foi arbitrada a fiança tendo em vista que o crime não ultrapassa a pena de quatro anos. O valor da fiança foi de R$ 3.000,00 (três mil reais), Ao ser perguntada sobre a vida pregressa do suspeito, a delegada disse que recentemente, ele já foi autuado em flagrante por crime de violência doméstica e esse fato  pode influenciar na decisão do juíz na hora de avaliar o crime de porte de arma. Esse fato aumenta a preocupação da delegada sobre esse flagrante com a arma, tendo em vista que Floriano foi palco recentemente de um crime de tentativa de feminicídio, fica a interrogação sobre o objetivo do Paulo ao portar esse revólver. "Essa é uma das motivações que a gente tem que investigar". Disse a delegada.

Da redação 

A Polícia Civil de Roraima investiga a existência de uma quadrilha especializada em tráfico internacional de crianças. As vítimas seriam bebês e crianças da Venezuela que estariam em situação de vulnerabilidade no Brasil.

512fcac53f1707ca1267ac6bf938f5e7Foto: Polícia Civil de Roraima

Um dos casos registrados pela polícia envolveria dois irmãos - um deles tem 1 ano e 2 meses; o outro, 11 meses.

O mais novo chegou a ser levado pelo suposto sequestrador, mas foi recuperado pelos pais. A família havia chegado em Roraima naquele mesmo dia fugindo da crise venezuelana. O suspeito foi preso ao tentar sequestrar outra criança.

O caso foi registrado na Central de Flagrantes da Polícia Civil, onde a delegada Miriam Di Manso registrou o primeiro caso ocorrido no Estado. Ela afirma que já chegou a ser procurada até pelo setor de inteligência do Exército em busca de informações sobre a possível organização criminosa de tráfico de crianças que estaria instalada em Boa Vista.

"A gente pode imaginar que esse tipo de sequestro pode ter tanto a finalidade de venda de órgãos, que é um comércio bastante lucrativo, quanto a possibilidade de venda dessas crianças para adoção no exterior", explicou a delegada. "Conseguimos fazer a prisão em flagrante do suspeito, mas ele foi liberado na audiência de custódia. Temos de ficar em alerta, e a polícia precisa investigar essa quadrilha para impedir que outros casos aconteçam", completou.

Este caso ocorreu em frente à Rodoviária de Boa Vista, próximo a um abrigo de venezuelanos que é mantido pelo Exército brasileiro

Miriam indica que a testemunha dos sequestros teria visto o suposto integrante da quadrilha, acompanhado de outras pessoas, observando crianças nas praças. "Eles analisam os possíveis alvos e agem durante a noite. Não é coincidência, pois o mesmo infrator foi identificado nos dois casos registrados. Se os alvos são crianças venezuelanas, pela vulnerabilidade que apresentam por causa da migração, esse cuidado tem de ser redobrado", explica.

Além dos casos registrados em investigação pela Polícia Civil, o Ministério Público de Roraima também confirma que recebeu duas demandas vindas do Ministério Público Federal (MPF) sobre o mesmo problema. O órgão estadual requisitou a instauração dos inquéritos policiais para investigar os casos.

De acordo com a delegada, a Promotoria de Justiça Especializada em Crimes Contra a Criança e Adolescente e a 3ª Promotoria Criminal aguardam a conclusão das investigações para analisar e, posteriormente, tomar as medidas cabíveis.

Ao ser procurado, o MPF confirmou que recebeu denúncias sobre o tema e solicitou à Polícia Federal que fossem feitas as investigações. "Atualmente, o MPF aguarda o resultado dessas investigações. Qualquer manifestação sobre os casos será dada apenas depois da conclusão dos procedimentos", manifestou o órgão.

A Polícia Federal também confirmou que há investigações em curso referentes ao tráfico de pessoas e crimes correlatos envolvendo crianças, que correm sob sigilo para não atrapalhar os casos.

O jornal O Estado de S. Paulo conversou com venezuelanos que vivem nas ruas da capital Boa Vista. Eles confirmaram que estão tomando mais cuidado com as crianças após saberem da atuação da suposta quadrilha.

Segundo Dayana Leonir Gamez, de 39 anos, que chegou ao Brasil no início de julho, o que sabem é que os supostos traficantes não pegam qualquer criança, mas preferencialmente meninas de pele clara e loiras.

Ela tem dois filhos menores e disse que ficou assustada quando soube dos casos. "Tomamos cuidado com nossos filhos. E não seguimos pessoas estranhas, pois também levam imigrantes e eles não voltam. Temos medo."

Fonte: Estadão Conteúdo

O portal Jc 24 horas recebeu uma denúncia de um golpe na quinta-feira (01/08/2019) no restaurante O Djalma localizado na avenida Esmaragdo de Freitas na beira rio em Floriano-PI.

WhatsApp Image 2019 08 02 at 12.47.09Comprovante de entrega da cédula falsa. (Imagem:Divulgação)
O proprietário do restaurantes Devan Barros dos Santos recebeu uma nota falsa no valor de R$ 50,00 e após identificar que foi vítima do golpe, o mesmo tomou as devidas providências e se dirigiu ao Banco do Brasil onde a cédula foi enviada para exame. Segundo a vítima, o suspeito comeu dois pedaços de torta de chocolate e recebeu o troco de R$ 42,50.

É preciso precaver casos de golpes como esse e orientar todos a tomarem as providências cabíveis urgentemente procurando a delegacia e o banco. Falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda de curso legal no país ou no estrangeiro é crime previsto no artigo 289 do Código Penal. Mesmo tendo recebido de boa fé, comete crime, com pena prevista de seis meses a dois anos e multa, quem a recebe e a mantém em circulação, repassando a outros.

 

Da redação

A Justiça do Rio de Janeiro ouve na tarde de hoje (2) testemunhas do processo sobre os homicídios da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridos em março do ano passado. A audiência de instrução, na 4ª Vara Criminal da cidade do Rio de Janeiro, está marcada para as 14h.

56d5045b25cc87bc359978b280aba44aFoto: Renan Olaz/Câmara Municipal do RioFoto: Renan Olaz/Câmara Municipal do Rio

Como o processo corre em segredo de Justiça, no entanto, a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) não informou quem será ouvido. A imprensa tampouco poderá acompanhar a audiência.

Respondem pelo homicídio os ex-policiais Ronnie Lessa (reformado) e Élcio Queiroz (expulso da Polícia Militar). A vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes foram assassinados com vários tiros dentro do carro da parlamentar, no centro do Rio de Janeiro.

De acordo com a assessoria de imprensa do TJRJ, ainda não há previsão de data para o julgamento do caso.

Fonte: Agência Brasil

  • Blossom
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Rastek
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Casa Boa Esperança