O fiscal de capina Francisco Jakcson Silva de Araújo, 32 anos, não resistiu ao ferimento provocado por bala em uma tentativa de assalto, na manhã de ontem(25), próximo ao cemitério São José, zona Norte da capital. Ele chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital da Urgência de Teresina (HUT), mas morreu na madrugada desta sexta-feira(26).

de380aba056e6edb189b6670e2850bbaFoto: Izabella Pimentel

O coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Francisco Baretta, disse que solicitou que o Instituto Médico Legal (IML) fizesse a necrópsia no corpo e

“Ao receber a notícia-crime do óbito, o DHPP providenciou para que o IML removesse o corpo do HUT para fazer a necrópsia e lá fomos informados, através do plantão, de que a vítima recebera apenas um disparo na altura do peito direito, não resistindo aos ferimentos, hoje por volta de um hora e trinta minutos”, explicou o delegado.

Baretta informou ainda que todos os exames periciais preliminares foram solicitados pelo Departamento, que já iniciou as investigações para saber qual tipo de crime foi praticado se roubo seguido de morte (latrocínio) ou homicídio qualificado.

“Estamos investigando no sentido que chegue à autoria material do delito. Neste exato momento, nós não podemos acentuar a natureza jurídica do fato criminoso, se se trata de um roubo seguido de morte ou de um homicídio qualificado. Inclusive estamos levantando o perfil da vítima, que é um dos elementos principais, na investigação criminal de homicídio”, destacou o coordenador do DHPP.

O crime ocorreu por volta das 7h30 de ontem, quando Jackson estava na rua Alcides Freitas, próximo ao cemitério São José e testemunhas afirmam que ele foi abordado por um homem em uma moto, que pediu o celular e ao esboçar uma suposta reação, teria dado três tiros no fiscal de capina. Ele chegou a sair consciente do local, em uma ambulância do Samu.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Espeto e Cia