• Farmaduty
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Posto Aliança
  • Farmaduty

Aproximadamente 500 kg de cocaína foram apreendidos pela Polícia Federal e policiais do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) em uma fazenda localizada em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, nesta terça-feira (15). No local, a polícia prendeu sete pessoas, que seriam funcionárias da propriedade rural, que, segundo a PF, funcionava como espécie de laboratório de refino de drogas.

drogapf1700.jpgDroga foi apreendida em fazenda no município de Várzea Grande (Foto: Carolina Holland/ G1)
A droga estava escondida numa região de mata, de difícil acesso, conforme o delegado Sérgio Macedo, da Polícia Federal.


Os passos da quadrilha já vinham sendo monitorados pela polícia havia três dias, desde que uma aeronave pousou irregularmente numa pista na região de Porto Jofre, na região do Pantanal mato-grossense, no município de Poconé, a 104 km de Cuiabá. Durante as investigações, a polícia chegou até essa fazenda.


Na avaliação da PF, a droga, que, possivelmente, teria sido comprada na Bolívia, custaria em torno de 1 milhão de dólares. No entanto, os criminosos ainda iriam misturar outras substâncias para aumentar a quantidade e, consequentemente, obter mais lucro. O entorpecente seria vendido para a região Sudeste do país.


Na fazenda, ainda foram apreendidos quatro veículos, que pertenciam à organização criminosa, e três armas de fogo, sendo dois rifles e uma espingarda.


A PF informou que ainda não identificou o dono do imóvel rural, que fica num local de difícil acesso, na divisa entre Várzea Grande e Poconé.
Depois de ouvidos, os presos devem ser levados para a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá. Eles devem responder por tráfico internacional de drogas e associação ao tráfico.

 

Fonte: G1

  • Blossom
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Cabedo
  • Rastek
  • Ada Atten
  • Casa Boa Esperança