A criança vítima de estupro em Esperantina, município localizado a 178 km de Teresina, foi transferida para a capital na tarde desta segunda-feira (31). Ela será encaminhada ao Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexual (Samvis), da Maternidade Dona Evangelina Rosa. A menina permanece em estado de choque e é acompanhada por uma psicológa.

whatsapp image 2016 08 08 at 10.46.26Menina passará por acompanhamento no Sanvis, em Teresina (Foto: Fernando Brito/G1)

O crime aconteceu no domingo (30), na zona rural do município, e deixou a população em choque. Dois homens armados invadiram uma casa da zona rural, anunciaram o assalto, tomaram pertences da família e violentaram sexualmente a tia e a criança.
De acordo com o Conselho Tutelar de Esperantina, o pai da mulher teria sido pego de refém e obrigado a presenciar a cena do abuso contra a filha e a neta. "Eles (criminosos) não ficaram satisfeitos em apenas roubar. O avô da criança assistiu tudo. Ela está em estado de choque, não consegue caminhar e teve que ser transferida para Teresina", relatou a conselheira tutelar, Francilene Oliveira.
As duas vítimas de violência sexual receberam os primeiros atendimento médicos no Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman, Centro da cidade. Elas também foram submetidas a exames de corpo de delito. No Samvis, em Teresina, elas devem receber todo atendimento médico e assistência social e psicológica.
O crime assutou ainda as autoridades policiais. “Foi um crime com uma brutalidade fora do comum. Não é nada típico do que acontece na região, onde costumam ser registrados roubos e furtos”, disse o delegado Leonardo Alexandre, responsável pelas investigações.
A Polícia segue em investigação e está em diligência no intuito de buscar os autores do crime.

 

Fonte: G1

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Paraiba
  • Blossom
  • Espeto e Cia