• Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Posto Aliança

Dois empresários foram presos em Teresina suspeitos de desviar energia elétrica na própria empresa. Os suspeitos foram identificados como Osmar Pascoalato e Mariovaldo Domingos dos Santos, sócios de uma empresa no Distrito Industrial, Zona Sul de Teresina, que produz tubos e canos.

6bf6c1dc0eabfb6e2e221e91c53f3322Kleidson Ferreira, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).(Imagem:cidadeverde.com)

O suposto crime foi descoberto após uma inspeção da Eletrobras-PI que constatou um queda drástica no consumo de energia da fábrica. Os técnicos da empresa concluíram que no local havia furto de energia, conhecido como 'gato'.

"A Eletrobras-PI faz um acompanhamento das medições e quando os técnicos percebem que há uma baixa significativa no consumo na empresa ou residência, verifica-se a possibilidade de fraude no local. Diante disso foi feita a fiscalização na empresa, descoberta a fraude e realizada a autuação", explica o delegado Kleidson Ferreira, do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

O depoimento dos empresários ocorreu nesta segunda-feira (30) e durou mais de 4 horas. "Um dos acusados admitiu que fez uma religação", reitera o delegado. Uma terceira pessoa foi levada à sede do Greco e liberada, em seguida, por falta de provas.

Desvios de energia são comuns no Piauí. Se constatada alguma irregularidade, os responsáveis estão sujeitos a multa ou mesmo a prisão. A punição dependerá do tempo da fraude e a quantia de energia desviada. Os sócios deverão reponder por furto qualificado.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Rastek
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba