• Posto Aliança
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Posto Aliança

O que começou com festa regada a sinalizadores, terminou com vaias e desabafo do volante Elias. Após novo empate em casa do Corinthians, dessa vez diante do Cruzeiro, no Pacaembu, o camisa 7 reclamou da falta de apoio da Fiel torcida durante os 90 minutos de partida e comparou os fanáticos aos torcedores do rival São Paulo que, segundo ele, não alentam o Tricolor do Morumbi o quanto deveriam.

57a924e7bd895Torcida do Timão fez muita festa no Pacaembu, mas vaiou time no fim (Foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

- O torcedor precisa continuar apoiando. Parece que nossa torcida virou a torcida do São Paulo, que crítica o time a todo momento. Contamos com o apoio deles durante o jogo. Atrapalha muito essas críticas, não tem como negar isso - disse Elias. Vale lembrar que o Timão perdeu seis pontos em casa nos últimos três jogos, já que empatou com São Paulo, Figueirense e Cruzeiro quando teve o mando de campo.

- Ficamos chateados, eu particularmente, porque vivi o momento de subida do Corinthians. Desde a Série B até praticamente o título mundial. Vimos o quanto a torcida sofreu para colocar o Timão no patamar que está hoje. Então acho que eles ficaram um pouco mal acostumados e deixaram de ter paciência. Mas ainda dá tempo de voltar a apoiar os 90 minutos, sem questionar os erros que contemos, porque somos humanos e os erros que o Cristóvão possa cometer (nesta segunda, foi chamado de burro pelos torcedores pelas alterações feitas no time). Só a união perfeita nos fará campeões - completou.

O desabafo do volante Elias não parou por aí. O camisa 7 se mostrou consciente quanto aos vacilos cometidos pela equipe dentro de campo, que resultou na perda dos seis pontos. Mas se mostrou confiante quanto a reação da equipe dentro do Campeonato Brasileiro. O próximo duelo é contra o Grêmio, fora de casa.

- Já são muitos pontos perdidos em casa. Isso faz a diferença lá na frente, não tem como dizer que não. Mas hoje o Brasileirão está muito equilibrado, nivelado e esperamos seguir para poder mandar recado ao torcedor - finalizou o jogador, que não quis repetir as declarações quando questionado novamente pelos jornalistas na saída do gramado.

 

Fonte: Lancenet