O empate em 1 a 1 entre Altos e Vasco, na quarta-feira (12), pela Copa do Brasil, contou com mais de 11 mil torcedores no estádio Albertão, em Teresina (PI) - sem contar cortesias e outros não pagantes.

aberta altos vascoFoto: Roberta Aline/Cidadeverde.com

O número foi divulgado no boletim financeiro da partida, no site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Foram disponibilizados, segundo o documento, 12.907 ingressos, sendo que 11.600 foram vendidos, com preços que variavam de R$ 15 a R$ 80.

A arrecadação total foi de R$ 386.440. Descontados impostos e despesas operacionais, sobraram R$ 255.639,60 a serem divididos entre os clubes.

Como a primeira fase é disputada em jogo único, a renda é dividida. O time classificado, Vasco, leva 60% do valor: R$ 153.383,76.

O Altos, eliminado, fica com 40% da renda líquida: R$ 102.255,84.

Além da renda da partida, o Jacaré leva R$ 540 mil como cota de participação no torneio.

Entre as despesas, chamam a atenção o "Aluguel de Campo", que não aparece nas contas de River x América (RN), pela Copa do Nordeste, por exemplo, mas custou R$ 20 mil em Altos x Vasco.

O valor é quase o dobro aplicado a outro jogo da Copa do Brasil 2020, entre River x Bahia: R$ 10,5 mil.

No mesmo torneio do ano passado, o aluguel foi cobrado nos jogos de River e Altos foi de R$ 15 mil por partida.

 

Fonte:cidadeverde.com

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia
  • Blossom
  • Paraiba