• Construforte
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Oticas Floriano
  • floriano shop
  • Farmaduty
  • Visual
  • Paraiba
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Construforte
  • floriano shop
  • Visual
  • Garoto
  • Paraiba

Na tarde dessa segunda-feira(26) uma equipe do Samu foi acionada para prestar socorro a um homem identificado José Augusto, que pilotava uma motocicleta quando perdeu o controle do veículo e caiu sofrendo vários ferimentos. O fato aconteceu no bairro Nossa Senhora da Guia, o homemfoi levado para o Hospital Regional Tibério Nunes com sangramento pelo ouvido, foi submetido a exames de tomografia para avaliar com mais detalhes o seu estado de saúde.

WhatsApp Image 2021 07 27 at 04.35.36Moto conduzida pela vítima.(Imagem: Divulgação)

Da redação

A Polícia Federal prendeu em flagrante um homem suspeito de assaltar um carteiro dos Correios, no bairro São Cristóvão, em Teresina/PI, por volta das 8h desta segunda-feira (26/07). Com o preso foram encontradas as mercadorias roubadas.

aa0060f1 0802 487e a910 eee0999a5883Divulgação / Polícia Federal

Parte da carga, como cartas e documentos diversos que não interessavam ao assaltante, foi descartada em um terreno baldio, próximo a um supermercado na Av. Presidente Kennedy.

A prisão é resultado de um trabalho contínuo e integrado entre a Polícia Federal e os Correios para reprimir os crimes de roubos de encomendas e tem relação direta com a Operação Rastreio, deflagrada em junho de 2021, que cumpriu cinco mandados de busca e apreensão na capital piauiense.

O preso pode responder pelo crime de Roubo Qualificado previsto no artigo 157, § 2º-A, inciso I, do Código Penal Brasileiro, com pena prevista de 04 a 10 anos de reclusão.

Fonte: 180 graus

O Tenente Morais, Sub-Cmt da 2ªCia/10ªBPM na cidade de Guadalupe, enviou para nossa reportagem, um relato preocupante acerca de eventos festivos em via pública que estão acontecendo em cidades do Maranhão que ficam nas imediações da cidade onde ele é lotado. Considerando que ele não pode agir em municípios do estado do Maranhão e pelo fato da população daquele estado pedir auxílio ao oficial, ele fez esse relato que vai publicado no jc24horas, como forma de chamar a atenção de todas as autoridades para que as providências cabíveis sejam adotadas. Confira o relato logo abaixo do vídeo.


"Povoado com pouco mais de 100 famílias, estão aterrorizadas com o caso que vem se repetindo todo final de semana, de sexta a Domingo... Localidade essa que fica há uns 12 km divisa com Guadalupe-PI, população de Nova Área liga diariamente para o Quartel de Polícia de Guadalupe, porém o que fazemos é pedir que liguem para as autoridades da Cidade de São João dos Patos, que segundas informações de populares daquele município, autoridades outras nada fazem, ESTE OFICIAL (TEN. MORAIS), por vezes já encaminhou a situação para o Batalhão de São João dos Pratos via WhatsApp, onde recebem a comunicação e que repassam para a Vigilância Sanitária daquela Cidade, porém, até o momento nada fazem.

Moradores de Nova Área-Ma, muitas vezes ligam para Companhia de Guadalupe pedindo socorro, sem poderem dormir devido o alto som de paredões, que por noite, nos finais de semana colocam de três a cinco paredões. E muitas vezes moradores choram sem ter mais sossego noturno.

É o relato deste Oficial.

2º Ten. PM Morais
Sub-Cmt da 2ªCia/10ªBPM".

 WhatsApp Image 2021 07 26 at 09.42.21 1Imagem: Reprodução)

Da redação

Em entrevista convocada pela assessoria da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), o seu marido, o neurocirurgião Daniel França, rebateu neste domingo (25) as insinuações de redes sociais de que os hematomas que a parlamentar apresenta no corpo sejam resultado de um episódio de violência doméstica.

b3f216f5bc20785e9e8ee562315f6077Imagem: reprodução vídeo do SBT

"Nunca agredi ninguém", disse o médico –que deu a entrevista ao lado da parlamentar–, ao ser questionado se ele seria responsável pela agressão.
Ele também disse disse que dorme em outro quarto, diferente do da deputada.

Sem apresentar nomes, a parlamentar disse que fará exame de corpo delito nesta segunda-feira (26) na Policia Civil do DF e que já chegou a citar à Polícia Legislativa, que também investiga o caso, o nome de duas pessoas que ela afirma considerar suspeitas.

Um deles é parlamentar, outro não. "Um grande desafeto político que tem acesso muito fácil a esse bloco. Se alguém entrou aqui, não é coisa de amador."

Na quinta-feira (22), Joice relatou ter despertado na manhã do dia 18 no chão do corredor entre o quarto e o banheiro do seu apartamento, com ferimentos pelo corpo. De acordo com a parlamentar, a última coisa que ela se lembra antes disso era que estava assistindo a um seriado na TV, na companhia do marido, e que ele foi dormir antes dela.

"Nós tradicionalmente dormimos em quartos separados. Os quartos ficam um pouquinho longe um do outro, porque ele ronca, tadinho. Eu boto ele para fora", afirmou a deputada.

"Quando eu acordei, sei o horário porque foi a hora que liguei para ele, era 7h03 da manhã. Eu acordei e estava em uma poça de sangue. Me arrastei até meu telefone. Peguei o telefone e liguei para ele, para ele vir ao quarto para me socorrer. Ele veio correndo", disse.

Em nota, a assessoria de imprensa da deputada afirmou que exames constataram traumas no joelho, na costela, no ombro e na nuca, além de cinco fraturas no rosto e uma na coluna.
A deputada disse ter feito exames na terça-feira (20) no hospital Sírio-Libanês, em Brasília, que constataram as lesões. O Depol (Departamento de Polícia Legislativa) investiga o caso. Segundo a assessoria de imprensa da Câmara, as investigações estão em andamento e têm caráter sigiloso.

Neste domingo, a parlamentar afirmou que vai processar todos que estão "fazendo ilações" contra seu marido.

O médico disse na entrevista que nunca viu nenhum episódio de sonambulismo da deputada apesar de afirmar que o medicamento que ela toma para dormir poder gerar sonambulismo. Ele afirmou ainda que foi espontaneamente ao Depol prestar depoimento e não deixou de responder nenhuma pergunta.

Joice já havia negado anteriormente que as fraturas no rosto e na coluna e os hematomas que apresenta no corpo tivessem sido resultado de violência doméstica e afirmou não ter o "menor perfil para mulher de malandro".

A deputada diz não saber exatamente como ocorreram os ferimentos e não descarta ter sido vítima de um atentado. Na sexta, Joice disse que os rumores sobre violência doméstica buscam "desviar o foco do problema principal, que é essa possibilidade de atentado".

"Enquanto pode ter um bandido profissional mandado para me executar, esses papagaios imbecis de internet querem manchar a honra de um homem que se dedica a salvar vidas e que salvou a minha", criticou. "Nojo dessa gente."

Fonte:Folhapress