• Jorge
  • Dario PAX
  • chopp sabora
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Oticas Floriano
  • Floriano Veiculos
  • Ind Discovery
  • Paraiba
  • Construforte
  • Floriano Veiculos
  • Construforte
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Paraiba
  • Dario PAX
  • chopp sabora
  • Ind Discovery
  • Jorge
  • Posto Aliança

De volta ao Brasil, com mais uma medalha de ouro, Sarah Menezes aproveita o Dia do Trabalhador para descansar. A judoca foi campeã pela quarta vez do Campeonato Pan-Americano, este ano disputado em Havana, Cuba, e agora vai se concentrar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

26626605712 8590100d91 oSarah Menezes. (Imagem:Rafal Burza/CBJ)

O ouro em Cuba rendeu 400 pontos para a judoca no ranking mundial, o que amplia a distância em relação a brasileira Nathália Brígida, que até alguns meses atrás estava no seu encalço pela vaga olímpica.


A condição de terceira melhor no ranking mundial na categoria até 48kg fará a judoca priorizar os treinamentos e evitar novas competições antes de Rio 2016. O Grand Slam de Baku, no Azerbaijão, na próxima semana, o Grand Prix de Almaty, no Cazaquistão, na semana seguinte, estão fora da sua agenda.

- Estou bem ranqueada. É focar nos treinos mesmo. Falta pouco para Olimpíada. Vou fazer os treinamentos pensando só nos Jogos Olímpicos agora.

A próxima competição de Sarah Menezes será o World Masters, que reúne os 16 melhores do ranking mundial em cada categoria. O evento em Guadalajara, no México, será o último a somar pontos antes da Olimpíada e servirá como boa prévia para Rio 2016.

No papo rápido com o blog Na Esportiva, Sarah Menezes também comemorou seu desempenho no Pan de Cuba. Na final, a piauiense usou estratégia para derrotar a argentina Paula Pareto, atual campeã mundial. Sem marcar pontos, ela forçou um erro da adversária e venceu o confronto.

- Fiz uma ótima competição. Fui bem inteligente nas lutas e muito tática.

Aos fãs que viram a foto da judoca sentindo dores em uma das mãos, Sarah Menezes tranquiliza. A judoca admite que sentiu mesmo a mão na semifinal com a cubana Dayaris Mestre Alvarez, mas foi só na hora: "Agora está de boa."

26694099926 44ba9ebcf5 o
Neste domingo (1º), Sarah Menezes escolheu aproveitar a folga visitando o Pão de Açúcar, um dos pontos turísticos mais famosos do Rio de Janeiro (RJ). Um justo presente para quem conquistou sua quinta medalha em cinco competições consecutivas desde dezembro - praticamente um pódio por mês: Bronze no Grand Slam de Tóquio, ouro no Grand Prix de Havana, bronze no Grand Slam de Paris e no Grand Prix de Samsun, na Turquia, e agora ouro no Pan-Americano em Havana.

 

Fonte:cidadeverde.com

Após uma participação no campeonato piauiense de futebol cheia de fracassos por conta das dificuldades de toda a sorte que teve que enfrentar, o treinador Vanin concedeu uma entrevista ao jc24horas avaliando o trabalho desenvolvido e os resultados apresentados. Na visão do desportista, o Cori-sabbá precisa colocar os pés no chão, calçar as sandálias da humildade, fazer uma programação melhor com uma diretoria com credibilidade para que possa surtir efeito dentro do campo e somente assim, corresponder ao apoio que sempre recebeu da torcida.

20160428 085720

Vanin disse que dentro das condições que recebeu, ele fez tudo o que foi possível. "Quando eu tive uma conversa com o Maurício Miranda eu expliquei as dificuldades do Cori-sabbá. O pessoal da empresa que assumiu não conseguiu patrocínio". Disse Vanin. Apesar disso tudo, a princpal meta do time era não faltar a nenhuma partida para não pegar punição automática de dois anos de suspensão do campeonato, além de multa que varia de 70 a 100 mil de reais como aconteceu com o Caiçara.

O ex-atleta concluiu a entrevista enaltecendo o profissionalismo dos jogadores que apesar de quase cinco meses sem receber pagamento, recebendo apenas alimentação e moradia numa estrutura não muito boa como o profisssional de futebol merece. "Mesmo assim eles conseguiram buscar força dentro deles pra buscar a vitória que não veio, mas o profissionalismos deles foi acima de tudo. Temos que parabenizar esses atletas que não deixaram o Cori-sabbá levar a punição que levou o Caiçara". Concluiu o ex-atleta.

 

Da redação       

Atuação de gala. A frase define a exibição do São Paulo na primeira partida das oitavas de final da Libertadores, contra o Toluca, nesta quinta-feira (28). Jogando em um Morumbi lotado, o time de Edgardo Bauza não deu espaços para os mexicanos e deixou a classificação para a próxima fase muito bem encaminhada.

5722c4d1b8106.r 1461900159852.0 19 900 511

Destaque para o criticado Centurión, autor de dois dos quatro gols são-paulinos na vitória por 4 a 0 – Michel Bastos e Thiago Mendes também balançaram as redes.

A partida marcou, também, o renascimento de dois criticados jogadores do elenco: Michel Bastos e Centurión. O primeiro, alvo de protestos da torcida desde que fez gesto de silêncio na comemoração de um gol. Já o segundo, constantemente pressionado após as fracas exibições enquanto era titular.

Com a vitória, o São Paulo abre uma enorme vantagem para o jogo de volta. Para se classificar, o Toluca precisará vencer por cinco gols de diferença no México, na próxima quarta-feira (4). O time do Morumbi estará classificado até se perder por quatro gols, mas balançando as redes ao menos em uma oportunidade.
Com a suspensão de Jonathan Calleri, tudo levava a crer que o São Paulo começaria a partida com Alan Kardec no comando do ataque. O acaso, porém, deu chances a um criticado integrante do elenco: Centurión. Por causa de uma indisposição intestinal de Kardec, no entanto, o argentino foi o escolhido para substituir o artilheiro da Libertadores. Improvisado na referência do ataque, Centurión brigou a todo tempo pela bola e balançou as redes aos 45 minutos do primeiro tempo, com um golaço: o argentino recebeu na esquerda, driblou a marcação e acertou o ângulo de Talavera. Na comemoração, uma dancinha para espantar a má fase.

E a atuação de Centurión pedia mais. No segundo tempo, em uma jogada de pura raça, o argentino aproveitou a disputa de Ganso com a defesa no alto e bateu de pé direito para balançar as redes de Talavera.

 

Fonte: Uol

O Boca Juniors visitou o Cerro Porteño no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, nesta quinta-feira e não tomou conhecimentos dos donos da casa. Jogando no Estádio Defensores del Chaco, o time argentino, comandado por Tevez venceu por 2 a 1 e ficou bem próximo da vaga na próxima fase da competição. O camisa 10 fez um e deu o passe para o gol de Lodeiro, enquanto Cecilio Domínguez diminuiu para os paraguaios de pênalti.

5722cd484d727Lodeiro deixou o dele contra o Cerro Porteño (Foto: Norberto Duarte / AFP)
Mesmo jogando fora de casa, era o Boca que tomava as iniciativas e partia para cima. Mas a primeira chegada com perigo foi do Cerro Porteño, aos oito minutos, com Santana em uma bomba da entrada da área. Os argentinos responderam pelo alto, mas Insaurralde jogou por cima da meta paraguaia. Aos 28, os Xeneizes enfim conseguiram abrir o placar.

Depois de boa triangulação, Meli cruzou da direita e Tevez cabeceou tirando do goleiro. Pouco antes do fim da primeira etapa, o time da casa quase deixou tudo igual. Alonso cruzo rasteiro do lado esquerdo e Erbes desviou antes da bola chegar em Beltrán, mas bola foi para fora.
Assim como na etapa inicial, os argentinos chegaram logo nos primeiros instantes e quase ampliaram com Lodeiro, mas o meia perdeu a oportunidade. Com a desvantagem no placar, o Cerro foi para cima e aos nove, Domínguez invadiu a área e foi derrubado. Juiz marcou o pênalti, mas na cobrança Orión defendeu a batida de Leal.

Três minutos depois a situação do time da casa piorou, Tevez fez grande jogada e deixou Lodeiro na cara do gol para tirar o goleiro e estufar as redes. Na reta final de partida, os paraguaios tiveram outro pênalti. Dessa vez, Cecilio Domínguez bateu e diminuiu o placar. Time da casa tentou pressionar, porém o Boca Juniors segurou a bola no ataque e garantiu uma importante vitória fora de casa.

Na próxima quinta-feira ocorrerá o jogo da volta, desta vez na Bombonera, às 21h45 (de Brasília). O Boca conquistou um ótimo resultado e tem tudo para avançar na competição. Quem passar, irá enfrentar o vencedor do confronto entre Corinthians e Nacional. Primeiro jogo entre os dois foi 0 a 0, no Uruguai.

 

Fonte: Lancenet

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Espeto e Cia