• Dario PAX
  • Jorge
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Construforte
  • Paraiba
  • chopp sabora
  • Oticas Floriano
  • Construforte
  • Posto Aliança
  • Garoto
  • Paraiba
  • Oticas Floriano
  • Dario PAX
  • Jorge
  • Farmaduty
  • chopp sabora

A União Internacional de Ciclismo (UCI) confirmou o primeiro caso de ‘doping mecânico’ em seu esporte. Neste fim de semana, a entidade flagrou uma atleta belga utilizando uma bicicleta com um motor escondido em seu quadro, um temor que ronda a modalidade há anos.

De acordo com a imprensa europeia, a ciclista em questão é Femke van den Driessche, que disputava o Campeonato Mundial sub-23 de ciclocross, realizado em Zolder, na Bélgica. A jovem atleta, campeã do Europeu da categoria na temporada passada, abandonou a prova em seu país neste fim de semana devido a um problema mecânico.

“Está absolutamente claro que houve uma fraude tecnológica, havia um motor escondido. Acredito que não haja segredos quanto a isso”, afirmou o presidente da UCI, Brian Cookson, em uma coletiva de imprensa.

O uso de motores escondidos em bicicletas tem sido um dos grandes temores da entidade que regula o esporte nos últimos anos. Desde 2010, há rumores de atletas que estariam levando vantagem com o doping mecânico, mas nenhum caso havia sido descoberto até então.

“A União Ciclística Internacional confirma que uma bicicleta foi retida para investigação sob os regulamentos de fraude tecnológica após checagem no Campeonato Mundial sub-23 de ciclocross. O caso não envolve nenhuma das atletas que subiram ao pódio”, diz comunicado emitido pela UCI.

 

Fonte: GE