• Garoto
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Posto Aliança
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Oticas Floriano

O jogo não foi dos mais bonitos de se ver, mas, jogando em casa no Luso-Brasileiro, que recebeu 10.156 torcedores, a torcida do Botafogo não teve do que reclamar.

9b54f7006090301f2ff983c055bc93c4Botafogo vence clássico contra o Fluminense com gol de Neilton.(Imagem:Divulgação)

Com um gol de Neílton no início do segundo tempo, o alvinegro venceu o clássico com o Fluminense por 1 a 0, na tarde desta quarta-feira. Com o resultado, o time chegou a 32 pontos e à parte de cima da tabela, na 10ª posição, enquanto o tricolor segue com 34, em 8º.

O primeiro tempo era brigado, com faltas e reclamações dos dois lados — inclusive sobre a má qualidade do gramado. Em campo, o alvinegro sentia falta de Luís Ricardo, lateral que, lesionado, não voltará a atuar em 2016. Em seu lugar entrou Diego, sem a mesma confiança e atitude ofensiva. No lugar do suspenso Émerson Santos, seu xará, Émerson Silva, ficou ao lado de Carli, enquanto Dudu Cearense substituiu o lesionado Rodrigo Lindoso.

O tricolor não teve desfalques, mas aos 25 minutos de jogo Diego Cavalieri sentiu dores na coxa esquerda ao bater a bola num tiro de meta e deixou o campo. Em seu lugar, entrou Júlio César, ex-jogador do Botafogo. A única boa chance do Fluminense no primeiro tempo aconteceu antes da substituição. Aos 11, o lateral-direito Wellington Silva tentou cruzar e a bola foi no travessão de Sidão, que estava mal posicionado.

Nos 15 minutos finais, o Botafogo melhorou e, apoiado pela torcida, chegou a pressionar o time visitante. Aos 38, após cobrança de lateral de Diego na área, a bola sobrou para Camilo que, mesmo sem ângulo, chutou forte. A bola explodiu no travessão e animou a torcida.

Com o 0 a 0 no resultado, o Fluminense voltou para o segundo tempo com Douglas no lugar de Édson, mas o jogador nem teve oportunidade. Logo aos quatro minutos, Sassá cruzou na área, Bruno Silva deu um leve toque e a bola sobrou para Neílton que, livre, teve tranquilidade na finalização e chutou para o gol.

A vantagem no placar deixou o Botafogo mais cauteloso e, aos 19, o time perdeu sua principal referência defensiva no meio-campo quando Aírton sentiu dores. Sem um reserva para a posição, Jair Ventura improvisou.

Victor Luís entrou na lateral-esquerda e Diogo Barboza foi para o meio. Mais tarde, Jair colocou o zagueiro Marcelo no lugar do lateral Diego e trocou atacantes: Sassá por Vinícius Tanque. No Fluminense, Levir jogou o time para o ataque com Magno Alves no lugar de Pierre.

Nos 15 minutos finais de partida, o Fluminense arriscou mais, em chutes de fora da área e levantamentos na área, enquanto o Botafogo era incapaz de segurar a bola no campo de ataque. Aos 46, Sidão deu um susto na torcida quando, em levantada de Gustavo Scarpa na área, bateu roupa e deixou a bola viva na área.

No rebote, Samuel finalizou para fora. Dois minutos depois, foi Magno Alves quem teve uma boa chance de empatar e a bola passou à esquerda do gol alvinegro.


Fonte: Extra

  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Rastek
  • Espeto e Cia
  • Paraiba
  • Blossom