A secretaria Estadual de Segurança, através do Núcleo Central de Estatística e Análise Criminal, apresentou na manhã da terça-feira (12), o Relatório de Criminalidade de 2020 com números dos crimes de homicídio doloso, feminicídio, roubo seguido de morte, estupro seguido de morte, infanticídio, dentre outros dos quais a morte decorre de uma agressão intencional. Além do monitoramento de Crimes Violentos Letais Intencionais – CVLIs, também foram contabilizados as ocorrências de roubos e roubos de veículos em Teresina, as ações do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) e da Delegacia de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE).

d49239d3 2811 4344 bada 2a38b641a656 7a6ee648 8aeb 4375 b040 e29697911de1

De acordo com o relatório, comparando os números dos anos de 2019 e 2020 o estado do Piauí teve um aumento de 21,12 % no número de CVLIs, foram registrados 711 no passado contra 587 crimes no ano de 2019. Na capital o aumento de Crimes Violentos Letais Intencionais foi de 25,31 %, sendo 36% das ocorrências na zona Sul de Teresina.

Ainda de acordo com o Núcleo de Estatística na capital houve uma redução de 26,31% no número de latrocínio (roubo seguido de morte) e uma queda de 28,07% no número de roubo, ambos na capital.

“Estamos analisando as causas e atuamos na consequência. Temos algumas hipóteses para o aumento da criminalidade que, por exemplo, em março a partir da soltura de presos devido a pandemia, nos trouxe um problema de saúde pública que refletiu diretamente na segurança pública. Mas são apenas suposições, não queremos aqui buscar culpados, dentro dessa realidade vamos trabalhar com ações integradas com as instituições federais e municipais”, explicou o secretário de Segurança Rubens Pereira.

No ano de 2020 foram registrados 5.374 boletins nas Delegacias Especializadas de Atendimentos a Mulher (DEAMS) em todo o estado e 883 denúncias feitas através do botão do pânico do aplicativo Salve Maria.

 

O número de feminicídio houve uma redução de 6,9% comprando os anos de 2019 e 2020 no Piauí.

 

 

Fonte: Meio Norte