• Garoto
  • Dalva
  • Paraiba
  • Posto Aliança
  • floriano shop
  • Dario PAX
  • Oticas Floriano
  • Farmaduty
  • Construforte
  • Paraiba
  • Dario PAX
  • Garoto
  • Farmaduty
  • Dalva
  • Oticas Floriano
  • Construforte
  • floriano shop
  • Posto Aliança

Na manhã de hoje uma equipe da Polícia Militar composta pelo Sargento Edilberto, Cabo R. Oliveira e R. Carneiro foi deslocada através de denúncia de populares para uma área de matagal no bairro Catumbi para conduzir ao quartel do 3º BPM, uma moto Fan cor preta de placa NIK-6516 Floriano, que foi roubada de uma residência e abandonada horas depois.

O veículo foi levado para o quartel pela equipe de policiais militares e será restituída ao seu legítimo dono ainda na manhã de hoje.

20160308 075913Moto recuperada pela PM. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

Na manhã de hoje a professora Uilisneide Lima de Oliveira foi vítima de um acidente quando pilotava a sua motocicleta em direção ao seu local de trabalho na estrada da localidade Amolar na zona rural de Floriano e foi surpreendida por um animal na pista. Com o impacto causado pela batida Uiles como é mais conhecida, teve fratura exposta na perna direita, foi conduzida para o Hospital Regional Tibério Nunes e em seguida transferida para a cidade de Teresina, onde foi submetida a intervenção cirúrgica.

20160307 175646Hospital Tibério Nunes. (Imagem:Temístocles Filho/jc24horas)

 

Da redação

O traficante Douglas Donato Pereira, conhecido como Diná Terror, foi morto na manhã desta segunda-feira (7), após confronto com agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil. Em poder do criminoso foi apreendida uma pistola calibre 9mm, com 'kit rajada' (adaptação que aumenta o poder de fogo da arma). O criminoso era apontado como chefe do tráfico de drogas em diversos morros dominados pela maior facção criminosa do Rio.

dina w8H1GReDiná exibia imagens de armas nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook)
De acordo com os policiais, a ação ocorreu na Rua Apeíba, um dos acessos ao Morro Faz Quem Quer, em Rocha Miranda, Subúrbio do Rio, onde Douglas estava escondido. Ele resistiu à prisão e trocou tiros com a equipe da Core, foi baleado e socorrido para o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, também no subúrbio, mas não resistiu aos ferimentos.


Douglas era procurado por diversos homicídios, além de outros crimes, tendo pelo menos dez mandados de prisão expedidos em seu nome. Ele era o principal suspeito de torturar e matar Rayssa Christine Machado de Carvalho Sarou, de 18 anos, cuja sessão de tortura foi filmada por traficantes da Favela Faz Quem Quer, na madrugada do dia 23 de setembro do ano passado, e disseminada nas redes sociais. Também nas redes sociais o traficante exibia fotos com armas, inclusive um fuzil personalizado com os dizeres "Diná" e "Trem bala".


Ainda de acordo com a polícia, Douglas também era procurado pela morte de Raianne Dantas de Jesus, de 19 anos, executada com mais de 20 tiros na Rua Tucupi, em Rocha Miranda, em vingança praticada por traficantes do Morro Faz Quem Quer: a jovem era namorada do traficante Leonardo da Costa, o Léo 22, que abandonou a comunidade levando armas e drogas para o Complexo da Maré. Diná Terror era acusado ainda de integrar o bando que matou duas pessoas no Ceasa, em Irajá, em agosto de 2015, durante um assalto.

 

Fonte: G1

Na manhã desta segunda-feira (07/03), foi encontrado morto numa das celas da Central de Flagrantes um homem identificado como Iziel Carvalho. Ainda não se sabe o que teria provocado a morte. Equipe da Delegacia de Homicídios está no local realizando a perícia criminal.

deucentral 300x250eFoto: Carlos Eugênio/180graus

O que se sabe até o momento é que a vítima era da cidade de José de Freitas e que foi transferido para a Central de Flagrantes de Teresina no sábado (05), por causar tumulto com outros detentos na delegacia do município, chegando a queimar um colchão. Estava detido por suspeita de furto.

 

Iziel foi encontrado no chão do banheiro e apresentava ferimento na cabeça. A polícia acredita que a morte tenha ocorrido no domingo. A cena em que Iziel estava tinha mais 22 presos.

 

O Instituto de Medicina Legal foi acionado e já fez a remoção do corpo, que deve passar por perícia. A causa da morte teria sido por espancamento.

 

A polícia agora vai investigar o que teria motivado o crime e quem o fez. Presos que estavam na cela juntamente com a vítima devem ser ouvidos.

 

Fonte: 180 Graus