Glória Pires está comemorando 57 anos neste domingo (23) e começou seu dia recebendo uma declaração de amor do marido, Orlando Morais.

de201948ff1177f75b43d14cf8577a6aFoto: Reprodução/instagram/@gpiresoficial

No Stories do cantor, ele compartilhou o momento no qual a atriz se emociona ao se deparar com um coração feito de rosas na sala do casal. Após receber beijos e afagos do marido, Orlando diz: "Esse coração é de todos nós".

Depois há uma imagem de Ana Morais abraçando a mãe enquanto o pai narra que ela "comprou uma cesta linda de café da manhã" para Glória. Junto com o namorado a jovem fez um cookie também em formato de coração para a mãe, com direito a cartinha de felicitações. Aos poucos a casa vai ficando cheia: Antônia, Bento, Cleo e outras pessoas se juntam à comemoração.

Para completar, Orlando publicou um vídeo no qual canta ao lado de Glória "Cruzando Raios", música tema de Nice, personagem que viveu na novela "Anjo Mau" (Globo, 1998). "Amor da minha vida. Amor de todos os meus segundos. Amor eterno...Parabens, parabens, parabens!!!!! Felicidade, saude, amor!!!! Te amo, amo , amo", compartilhou o músico.

Várias celebridades aproveitaram para parabenizar a artista, como Flora Gil e a filha, Cleo, que usou seu Stories para mostrar a comemoração ao lado de Glória. A atriz e Orlando estão casados há 33 anos e juntos são pais de Antônio, Ana e Bento.

 

Fonte: Folhapress

A quarentena de fato vai mostrar quais casais merecem permanecer juntos para o resto da vida e quais vão definitivamente se separar. A opinião é do ator Lázaro Ramos, que revela ter tido algumas brigas com a esposa, Taís Araújo, com quem está há mais de 15 anos.

a1ad1db19f0e363195c84c5d2843b6bf

Em entrevista para Ingrid Guimarães no programa Além da Conta: Novo (A)Normal, do canal GNT, ele disse que pensou que iria se separar dela tamanhas brigas que aconteciam.

"O estresse foi grande. A gente quebrou muito pau. Principalmente porque nunca administramos tanta coisa juntos. Posso dizer? Achei que a gente fosse se separar. Não era pela quarentena, era trabalhar na quarentena", explicou ele.

Lázaro e Taís em breve estrelarão um dos capítulos da série "Amor e Sorte", sobre casais em quarentena, na Globo. Eles tiveram de gravar sozinhos tudo de casa sob supervisão remota.

"A gente adora trabalhar e a gente fez um seriado para a Globo aqui em casa. Só que a gente operava câmera, montava luz, os técnicos orientando remotamente como fazer", explicou.

Apesar das brigas, o ator imagina que a a partir de agora a relação se fortaleceu. "E a gente passou por isso. Eu entendi que, agora, não largo dela por mais nada. Porque se passou da quarentena, se passou das brigas da quarentena, se ainda tem o tesãozinho de vez em quando... Agora não largo mais, amor", disse.

 

Fonte: Folhapress

São decorridos hoje 31 anos da morte do extraordinário compositor, cantor e músico Raul Seixas, encontrado morto, em seu quarto, pela empregada, na manhã de 21 de Agosto de 1989. Mas, até hoje, permanece consistente e persistente o culto à sua memória, à obra e princípios ideológicos que o conhecido “Maluco Beleza” legou à música, fazendo-o ser lembrado com muita frequência e suas composições permanecerem tocadas diariamente em alguma emissora de rádio do Brasil.

af2a6857 c8d4 4fcb 818a 20d6c8b0f200 8bbc1b16 9c56 49e3 94e8 1dacbc988810

Exemplo dessa quase veneração ocorre agora, neste primeiro semestre de 2020, quando o país e o mundo mergulharam no isolamento social decorrente da Pandemia do Coronavírus, e sua música “O Dia em que a Terra Parou”, passou a entrar na cabeça das pessoas, sendo associada a uma espécie de premonição acerca medo, da incerteza, do pavor e da insegurança que a doença trouxe ao mundo inteiro, fazendo com que tudo realmente parasse.

Raul Santos Seixas nasceu em 28 de junho de 1945 e ao morrer, ´portanto, contava apena 44 anos de idade

Ao sair de cena na cidade de São Paulo (SP), dias após lançar A panela do diabo (1989), álbum gravado com o discípulo Marcelo Nova, o Maluco Beleza já estava debilitado fisicamente e, justamente por conta dos problemas de saúde, já amargava declínio na trajetória artística, ainda que tenha gravado discos com regularidade de 1971 a 1989.

e2194553 2a06 4845 96fd 57a50d4175a0 50da2f25 5998 4178 96d0 3697d0a364d5

Roqueiro brasileiro que idolatrava tanto o seminal Elvis Presley (1935 – 1977) quanto o patrício Luiz Gonzaga (1912 – 1989), rei da nação musical nordestina que curiosamente também saiu de cena em agosto de 1989, Raul Seixas deu identidade nacional ao rock, expondo afinidades do gênero com o baião, para citar somente um exemplo de alquimia sonora.

Não foi o primeiro a ter tal atitude, mas, no rastro do caminho tropicalista aberto pelo grupo Os Mutantes entre 1968 e 1972, Raul debutou sozinho no mercado fonográfico em 1973 com álbum solo que ousava cruzar o rock até com estilizado ponto afro-brasileiro na música Mosca na sopa (Raul Seixas, 1973).

O Dia Em Que A Terra Parou, lançada em 1977, fala sobre um dia em que ninguém mais saiu de casa. Umm coincidência que nos coloca nos tempos atuais, em que o mundo quase todo está de quarentena por conta do corona vírus. A música ganha ares de profecia e impressiona quem a escuta nos dias de hoje.

a83e4e01 baee 4c7c a130 359a362fac6d 920dec1d 236a 48a2 890a 4e7a27c61431

Para quem tem ainda alguma dúvida sobre a capacidade de premonição de Raul Seixas, aí vai a letra da música “O Dia Em Que a Terras Parou, com todos os seus significados:

O Dia Em Que a Terra Parou

Raul Seixas

Essa noite eu tive um sonho de sonhador

Maluco que sou, eu sonhei

Com o dia em que a Terra parou

Com o dia em que a Terra parou

Foi assim

No dia em que todas as pessoas

Do planeta inteiro

Resolveram que ninguém ia sair de casa

 

Só que, ao morrer, Raul Seixas deixou, além da obra original, uma ideologia. É por elas que o nome do cantor e compositor permanece envolvido em aura mitológica 30 anos após a morte de Raul.

 

Fonte:Meio Norte

 

A Miss Brasil 2020 teve seu nome anunciado na noite desta quinta-feira, 20. Julia Gama será a representante brasileira no Miss Universo, com previsão para ocorrer nos Estados Unidos, no 1º trimestre de 2021.

fd8656983f406240c0021160a63bd1f9Fotos: Reprodução/instagram/@pravcarrasar

Segundo os organizadores, a Miss Brasil 2020 foi escolhida ainda no mês de julho, por uma "comissão de jurados", "seguindo as orientações do Miss Universo em tempos de pandemia [do novo coronavírus]", mas a vencedora hoje só foi anunciada hoje.

"Depois de várias semanas avaliando através de vídeos de desfiles, entrevistas e fotografias, chegou-se à brasileira que atende a todos os requisitos do maior concurso internacional de beleza", informou comunicado divulgado em 10 de julho.

O anúncio da vitória de Julia Gama foi feito por Zozibini Tunzi, vencedora do Miss Universo no ano passado, por meio de vídeo, em uma transmissão no YouTube.

A ganhadora do concurso em 2019, Júlia Horta, esteve presente. "Nós não estamos vivendo um momento fácil. Acredito que o mundo todo está sentindo a pandemia. Mas diante desse momento, essa coroação é o que a gente pode fazer", comentou, antes de coroar a sua sucessora.

Em seu discurso, a nova Miss Brasil, Julia Gama, afirmou ter gratidão a Deus, sua família, seus amigos, a organização e às pessoas que torceram por ela, que também falou em "construir mais pontes e menos muros".

"Quero dizer que é uma honra assumir o compromisso de ser a Miss Brasil 2020. Entendo que esse ano tão delicado e singular torna minha responsabilidade ainda maior", afirmou Julia Gama, que também fez discursos em espanhol, inglês e mandarim.
Até o ano passado, o Miss Brasil era organizado pela empresa Be Emotion, do grupo Polishop, de João Appolinário. Atualmente, a franquia foi repassada a Winston Ling, que adota o nome U Miss Brasil.

Em 2019, Júlia Horta venceu o concurso de Miss Brasil e representou o País no Miss Universo, em Atlanta, nos Estados Unidos, ficando no top 20. O concurso foi vencido por Zozibini Tunzi, da África do Sul.

Duas brasileiras já foram coroadas na história do Miss Universo, Ieda Maria Vargas e Martha Vasconcellos. Clique aqui para relembrar como elas conquistaram o título. Martha Rocha, a primeira Miss Brasil da história, em 1954, morreu no último mês de julho.

Fonte: Estadão

  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Paçoka
  • Espeto e Cia
  • Med Plan