A cantora e drag queen Pabllo Vittar se envolveu uma grande polêmica por atuar de maneira ilegal na função de educador físico em vídeos compartilhados nas suas redes sociais. Sempre divertindo os milhares de seguidores, a artista de 25 anos foi denunciada pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF1). As informações são da Área Vip.

pablo vittar

De acordo com informações obtidas pelo jornalista Leo Dias, do portal Metrópoles, a ação foi movida em conjunto ao Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro. Em justificativa, o CREF1 comunicou que os vídeos publicados pela intérprete de hits como ‘Parabéns’ e ‘Amor de Que’ em sua conta do Instagram configuram como atuação profissional irregular já que a maranhense promovia orientações e dicas de treinos em casa nesta época de quarentena devido a pandemia.

Diversas denúncias sobre os conteúdos publicados em sua conta foram feitas, e a instituição alega que a função só pode ser exercida por profissionais de educação física. Além dela, a atriz global Claudia Raia também foi denunciada pela atuação ilegal na função de educadora física, conforme compartilhado aqui no seu Área VIP; as incriminações já haviam sido feitas contra ela desde meados de março.

O CREF1 destacou que teve dificuldades para fiscalização do exercício ilegal da profissão de educador físico. “Essa nova modalidade de infração por meio de ambientes virtuais, softwares e comercialização de programas de treinamentos por pessoas não habilitadas tem sido uma crescente e tem dificultado a efetiva fiscalização por parte do CREF1”, diz o documento que obteve acesso pela jornalista Fábia Oliveira.

 

Fonte: 180graus.

Após participar ao vivo do projeto "Shell Abastecidos de Música", em seu Instagram, a cantora Ivete Sangalo, 48, fez uma live surpresa para os fãs na noite desta terça-feira (11). Ela cantou, tocou violão, falou os nomes de vários fãs e disse que eles podiam pedir músicas.

883cc67bebc4ab973ae5a72938bbeb4b 1Foto: Reprodução/instagram

A cantora disse que não gosta muito de tocar violão porque esquece as letras, o que realmente aconteceu. Além do músico, arranjador e diretor musical Radamés Venâncio, a live contou com as participações de Marcelinho, 10, e Daniel Cady, 35, filho e marido de Ivete. Os dois tocaram percussão.

Marcelinho, no entanto, não pode ficar até o fim da noite. Às 22h40, a cantora fez um gesto com as mãos sinalizando que estava na hora do menino dormir. Ele tentou resistir, mas não deu certo. "A gente vai discutir isso em uma live?", perguntou Ivete. O filho se despediu e obedeceu a mãe. Ela ainda lembrou que ele precisava escovar os dentes.

Já Daniel tocou ao lado da cantora na maior parte da apresentação. Os dois trocaram muitos olhares e beijos. "Um beijo para ganhar like", ela brincou após cantar "Easy", de Lionel Richie. Ao lado do marido, que não tirou os olhos da cantora, Ivete cantou também "Frisson", de Tunai. E, de novo, os dois deram selinhos.

Em live no início do mês, o casal já havia se beijado e afastado rumores de que estão em crise. "São 12 anos together", ela disse nesta terça. Cady chegou a deitar no colo de Ivete enquanto ela cantava "Coleção", de Cassiano. Nessa hora, ela fez cafuné no marido.

Após muita insistência, Ivete contou com outra participação familiar na live: a irmã e empresária Cynthia Sangalo. As duas cantaram "Quando a chuva passar".

A cantora baiana encerrou a live com "Olhar 43", do RPM, logo após perceber que Paulo Ricardo estava acompanhando a apresentação no Instagram. Antes, ela lembrou do dia em que não conseguiu ir a um show do grupo por falta de dinheiro, quando ainda não era artista.

Ivete Sangalo tem realizado de muitas lives. De acordo com ela, é importante falar com o público. A primeira live musical dela ocorreu em abril e foi transmitida pela Globo. A apresentação durou cerca de duas horas e meia em seu primeiro show virtual, que contou com uma plateia de brinquedos.

 

Fonte: Cidade Verde.

Chegou ao fim o romance entre a atriz Débora Nascimento, 35, e o médico Luiz Perez. A informação é do site da revista Quem.

28ee45f363ed730c5d13db92b608fb93Foto: Reprodução/instagram/@celebridadesnet

Ele foi o primeiro namorado da atriz após o conturbado fim com José Loreto. Procurada, a atriz ainda não havia se pronunciado.
Em outubro de 2019, a atriz Débora Nascimento assumiu publicamente o namoro com o médico Luiz Perez. A primeira aparição do casal aconteceu no Rio de Janeiro, na festa Apocalipse Tropical, na qual o rapaz comemorou o aniversário. .

Nascimento estaria se relacionando com Perez há cerca de três meses. O casal teria sido apresentado pela amiga Samara Felippo, 41, que ao lado de Débora Veneziani também festejou mais um ano de vida no local.

A atriz separou-se do ator José Loreto, 35, em fevereiro desse ano. Eles começaram um romance quando atuaram juntos na novela Avenida Brasil (Globo) em 2012, casando-se em 2015. Em abril de 2018, a atriz deu à luz Bella, única filha do casal.

A tumultuada separação dos atores se deu a meio a insinuações de traição que envolviam até mesmo Marina Ruy Barbosa, 25, par romântico de Loreto em "O Sétimo Guardião" (Globo, 2018-2019). Loreto admitiu ter errado com a então mulher, que não o o perdoou, pondo fim, assim, ao casamento. É preciso ressaltar, que nunca vieram a público provas que relacionassem Loreto e Barbosa, que é casada, com o piloto, Xandy Negrão, 34.
Fonte: Folhapress

Logo depois que seu show "Mais Feliz" foi interrompido por causa da pandemia do novo coronavírus, Zeca Pagodinho deu um jeito de continuar se apresentando. Mesmo não sendo fã das redes sociais, o cantor de 61 anos fez uma live bastante elogiada no Dia das Mães, e se prepara para, neste domingo (9), às 17h, homenagear os pais.

20d0d97950c16b30aa60281c9cf7294eFotos: Reprodução/instagram/@zecapagodinho

"O show foi muito bem montado", afirma ele, garantindo sucessos no repertório, como "Quando Eu Contar (Iaiá)", "Coração em Desalinho" e, claro, "Mais Feliz". "São músicas que precisam estar lá, se não o público reclama". A intenção é que, com a live via YouTube, ele ajude mais pessoas a permanecerem em casa -"até porque tem muita gente com saudades de shows".

O músico passa a quarentena com a mulher, Mônica da Silva, em Xerém, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, depois de "não aguentar mais" ficar em seu apartamento na Barra da Tijuca. Trocou o confinamento após três meses em um prédio pelo vasto quintal e o contato com os animais -especialmente cavalos e cães que, segundo ele, perturbam desde a hora que ele acorda, até quando vai dormir. "Se eu tivesse uma corda vocal assim, faria dez shows por dia. Eles não ficam roucos nunca", diz, entre um "shiu" e outro para os animais.

Em sua casa, Zeca opta pelos DVDs às lives, e tem lido livros como sua própria biografia. "Eu me lembro de muitas coisas, pessoas que já morreram. Dá saudades. É esquisito, mas é o que a gente tem para fazer." No restante do tempo, ele brinca no quintal e dá voltas de quadriciclo com sua filha, Duda, 16, e os netos, Catarina, 5, e Noah, 10 -este último, de quem ele se considera um "pai-avô".
Das redes sociais, ele nem chega perto. Quem atualiza as informações em seu perfil no Twitter e Instagram é sua assessoria de imprensa. "Não gosto disso não. Gosto é de ver as pessoas. Não abro, nem sei mexer. Meu telefone é para ligar e atender. E tirar uma foto dos netos, dos cavalos... Mais nada."

"É legal saber [pelas redes sociais] que a gente é bem querido. Mas não me preocupo com essas redes não. Me preocupo com a saúde dos meus filhos, dos meus amigos... Isso sim", aqcrescenta.

As notícias em jornais, Zeca diz que só lê de vez em quando. "É muita notícia ruim. Muito feminicídio, violência sexual contra criança... Que coisa horrível, Deus que nos perdoe. Parece o fim do mundo", afirma, lembrando ainda do anúncio de adiamento do Carnaval 2021. "Eu nunca passei por isso."

O único assunto que o interessaria neste momento, diz o músico, seria o da descoberta de uma vacina eficiente para o coronavírus. Ele anseia pelos shows e contato com o público, e afirma que a pandemia tem atrapalhado a criatividade "de todo mundo". "Está todo mundo triste, dentro de casa. Vou fazer música de que, de pandemia?", ironiza.

Ciente de que precisa esperar pela cura, especialmente considerando sua idade e seu quadro de diabetes, Zeca diz que só o resta aguardar. Perguntado sobre a primeira coisa que quer fazer quando essa realidade chegar, ele já tem múltiplas respostas na ponta da língua: "É cortar o cabelo, fazer minhas unhas, ir aos restaurantes que costumo ir, tomar uma boa cerveja, conversar com meus amigos, abraçar todo mundo e ir à praia."

Fonte: Folhapress

  • Paçoka
  • Ada Atten
  • Cabedo
  • Espeto e Cia
  • Med Plan