Com o problema da pandemia os cantores se reinventaram através das lives e isso nos deu a oportunidade de assistir shows memoráveis no aconchego do nosso lar.

438d5ecd e0fa 4f39 a432 5815c159bf0d
No próximo dia 08, os amantes da boa musica e da boa poesia não podem perder a live do José Paraguassu, um expoente da música e poesia em nossa região. Confira o convite do artista.

 

cc3a5dd6 7bdb 4445 b2bc ca9931263971

 

Da redação

Nos dias de hoje quando a vida está tão desvalorizada, muitos problemas acontecendo em todas as áreas, completar mais um ano de vida é motivo de profunda gratidão. Quando a soma desses anos chega a quase um século a gratidão deve ser ainda maior parte. É exatamente por isso que todos os familiares e amigos da Tia Chica estão muito felizes no dia de hoje que Deus lhe concedeu 94 anos de existência.

856534d9 a13c 4e0f b358 2ae166457035Temístocles Filho e Tia Chica. (Imagem:arquivo/jc24horas)
Quem vê o seu rosto com o cenho franzido pensa que ela seja mal humorada, mas nos poucos minutos de convivência percebe que a alegria mora no seu coração e que a aparência de zangada é fruto da constante preocupação que ela não deixa de ter pelos filhos e netos. Todos já estão crescidos mas pra Tia Chica eles são meninos e meninas.
É muito bom ser amigo de alguém que tem pelos seus descendentes muito amor, carinho, dedicação de tal maneira que esses sentimentos terminam sendo uma desnecessária preocupação.
Parabéns Tia Chica. Feliz aniversário e que possamos comemorar por muitos e muitos anos.

 

Da redação.

 

 

O cantor Gusttavo Lima, 30, fez mais uma live neste final de semana, e aproveitou para contar uma história sobre a primeira, e única, vez em que fumou maconha. Segundo ele, foi em 2011, em Amsterdã, na Holanda, e quase o fez perder um show. "Foi o pior dia da minha vida. Nunca mais coloco isso na boca de novo", afirmou.

1dd5808a80e5f20983c3263258385bf6Foto: Reprodução / Instagram

Gusttavo, que compartilhava o palco com outros artistas na hora, afirmou que não haveria problema contar a história durante a live porque seus fãs "não têm mimimi" e disse que ele não guarda segredo de quem gosta dele, contando inclusive sua experiência caminhando pelas ruas da cidade, "que tem aqueles puteiros".

O músico contou que estava acompanhado do empresário, do irmão, Luciano, além de alguns amigos, quando resolveu experimentar maconha. "Eu dei um tapa nesse trem, esperei um, dois minutos, e nada. Aí dei uns cinco tragos, caprichados. Passou uns cinco minutos, aí senti que a cadeira deu uma flutuada."

"Pensa numa larica... Foi o pior dia da minha vida. Nunca mais coloco isso na boca", afirmou ele, que confessou quase ter perdido o show que aconteceria naquela noite. "Eu passei no hotel pra tomar banho, mas quem disse que eu dava conta. Encostei na cama e fiquei. Eu estava ruim, ruim, minha cabeça a mil", completou.

Gusttavo continuou a história e disse que chegou a comer umas 170 coxinhas, "aquelas pequenininhas", antes de subir no palco, e que começou a melhorar apenas depois da terceira música. "Foi uma vez na vida, pra nunca mais. Deu uma depressão tão grande", desabafou ele.

O músico já provocou polêmica em outras lives, chegando inclusive a ser advertido pelo Conar, órgão de regulamentação publicitária, após o excesso de bebidas alcoólicas. Devido às críticas, Gusttavo Lima chegou a dizer que não faria mais lives e que sua intenção era apenas mostrar sua vida em casa.

Fonte: Folhapress

A polêmica envolvendo a suspensão da exibição de "Chaves", "Chapolin" e "Chespirito" do SBT, Multishow e da Amazon parece estar longe do fim. Fãs resolveram fazer um abaixo-assinado pela volta das séries a TV. A petição lançada por diversos fã-clubes, páginas e comunidades de fãs já reuniu mais de 17 mil assinaturas.

12c0983e63a352a0100a54c60cc17f9cFoto: Instagram/SBTonline

Em manifesto, o grupo pede que a Televisa, dona dos direitos dos episódios, e o Grupo Chespirito, a quem pertence as histórias, "resolvam isso da forma mais rápida possível" e que "tenham a sensibilidade de dar o devido valor a essas séries tão amadas por toda a América Latina". Os fãs recordam ainda que, em 2020, "Chapolin" completará 50 anos de sua estreia no México. Já "Chaves" alcançará a mesma marca em 2022.

O impasse estaria acontecendo por questões financeiras entre a Televisa e os herdeiros de Roberto Gómez Bolaños – que criou e deu vida aos personagens Chaves e Chapolin – que estariam exigindo um valor maior no repasse das séries para o conglomerado mexicano. De acordo com a página Fórum Chaves, a suspensão das atrações acontece não só no Brasil, mas também no México, Argentina, Colômbia, Chile e Equador. Os humorísticos também não estão mais disponíveis no Blim, serviço de streaming da Televisa e nos canais oficiais no YouTube.

Florinda Meza, 71, a viúva de Roberto Bolaños, se manifestou nas redes sociais sobre a suspensão da exibição dos programas neste domingo (2). A atriz, cantora e roteirista afirmou que não foi chamada para participar das conversas de renegociação dos direitos de exibição e que essa atitude "é uma agressão às pessoas" neste momento em que o "mundo precisa de mais diversão".
"Talvez alguns executivos sem visão querem apagá-lo, mas no coração e na memória dos bons, que sempre o seguiram, estará mais vivo que nunca. Não é verdade?"", conclui Florinda.

Fonte: Folhapress

  • Isabel
  • Galeria dos Calçados
  • Clinicor
  • Miguel Eletromoveis
  • Carlinhos
  • G  Gas
  • Rosa Branca
  • Mega Link
  • moda for man
  • BElla
  • Rastek
  • Ciclopeças
  • chacara
  • Nortista
  • Baby Kids
  • Kids
  • Garoto
  • RR Contas
  • Studio Aguia
  • cdl
  • Cabedo
  • Ada Atten
  • Paçoka
  • Espeto e Cia
  • Med Plan