• Oticas Floriano
  • Garoto
  • Dario PAX
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Oticas Floriano
  • Garoto
  • Posto Aliança
  • Farmaduty
  • Dario PAX

Uma noite de arrepiar, de matar cardíaco. Desta forma foi a 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, toda disputada nesta noite, com 10 jogos.

8dc27d78d9ec5d625b94200e59ab80cdAtlético-GO sobe, Sampaio cai. Bahia é vice e Vasco se complica.(Imagem:Paulo Fernandes/Divulgação C. R. Vasco da Gama)

O Atlético-GO foi o primeiro time a garantir o acesso, com três rodadas de antecedência, e o Sampaio Corrêa o primeiro a ser rebaixado à Série C. O Vasco caiu para terceiro lugar, com 59 pontos, mesma pontuação do vice-líder Bahia e do quarto colocado Avaí.

QUASE CAMPEÃO

Mostrando o mesmo futebol das últimas rodadas, o Atlético-GO foi até o Paraná e venceu o Londrina, por 3 a 2. Chegou aos 67 pontos, ampliando sua diferença para seus concorrentes diretos em oito pontos. É o virtual campeão. O time paranaense continua com 54 pontos, em sétimo lugar.

O ‘vacilão da rodada’ foi o Vasco da Gama que empatou em casa, em São Januário, por 1 a 1, com o Luverdense. Perdeu a vice-liderança e ficou embolado com todos que lutam pelo acesso – exceto o Atlético-GO. O time do mato Grosso, jogando por boa campanha e bem armado pelo técnico Júnior Rocha, tem 51 pontos, em nono lugar.

BAHIA COM ORIXÁS...

Parecia que a ‘vaquinha’ do Tricolor de aço estava indo para o brejo com o empate sem gols com o Sampaio Corrêa. Mas aos 46 minutos, Hernane Brocador superou a marca de 58 dias sem balançar as redes e fez 1 a 0.

O resultado deixou o Bahia, do técnico Guto Ferreira, na vice-liderança, com 59 pontos e maior saldo de gols: 23, contra 12 do Bahia e 7 do Avaí. O Sampaio Corrêa está matematicamente rebaixado com 27 pontos.

O Avaí somou um ponto fora de casa ao empatar sem gols com o Oeste, na Arena Barueri. O time paulista atingiu a incrível marca de 14 jogos sem vitórias e sexto empate seguido. Mas somou ponto importante na sua luta contra o rebaixamento. Tem 37 pontos, em 16.º lugar. O Avaí é quarto colocado.

NÁUTICO AINDA FORA

Mesmo vencendo em casa o Goiás, por 1 a 0, o Náutico não voltou ao G4. Chegou aos 57 pontos e se manteve em quinto lugar, atrás dos três vice-líderes com 59 pontos. O Goiás, só cumprindo tabela, está com 44 pontos, em 14.º lugar. O técnico Gilson Kleina cumpri a missão de livrar o time do rebaixamento.

Em Juiz de Fora o CRB, outra vez, levou susto. Abriu 4 a 0 no Tupi, mas depois levou três gols e quase se comprometeu na pane seca do competente técnico Mazola Júnior. A vitória deixou o time alagoano com 55 pontos, em sexto lugar, no direito de sonhar com o acesso. O Tupi, com 30 pontos, em 19.º, está virtualmente de volta à Série C - subiu ano passado.

VILA NOVA VENCE

Depois de três derrotas seguidas, o técnico Guilherme Alves reabilitou o Vila Nova ao vencer o Brasil, por 3 a 1, no BOA, em Goiânia. Os dois times têm os mesmos 49 pontos. Os goianos levam vantagem no número de vitórias: 14 a 13, por isso, fica em 10.º lugar.

Quem praticamente se livrou da queda foi o valente Paraná, do técnico Roberto Fernandes. Foi até o Mangueirão e empatou com o Paysandu, por 1 a 1. O Paraná tem 40 pontos, em 15.º, seis na frente do Joinville, que abre a zona de queda, com 32. O Papão soma 45 pontos, em 13.º.

CEARÁ GANHA ESPERANÇA

Após tantos vacilos da diretoria, que não mexeu no comando do time na sequência de 12 jogos negativos, o Ceará tenta chegar perto dos líderes. Time não falta.

Com certeza não tem comando firme. Mas o Vovô desta vez se deu bem diante do Criciúma, no Sul, ao ganhar por 3 a 2. O ceará agora tem 53 pontos, em oitavo lugar, contra 47 do time de Santa Catarina, que despencou para a 12.ª posição.

DOIS PÊNALTIS PERDIDOS

No duelo dos desesperados, Joinville e Bragantino praticamente estão mortos abraçados. O time catarinense ainda teve dois pênaltis nos últimos minutos, ambos cobrados por Jael e ambos defendidos por Renan Rocha. O JEC fica com 34 pontos, em 17.º, deixando o Bragantino com 32, em 18.º. O time catarinense está três pontos atrás do Oeste, mas o Braga ficou cinco, muito longe.


Fonte: Futebol do Interior

Poucas horas depois de desembarcar em Belo Horizonte, Neymar participou nesta terça-feira do seu primeiro treinamento com a seleção brasileira antes do clássico de quinta-feira contra a Argentina, no qual Tite deve apostar nos mesmos jogadores que colocaram a 'amarelinha' na liderança das eliminatórias.

f9f44ee3ee2bc25bfc04266d126d4e08Com Neymar e sem surpresas, Tite define titulares do superclássico.(Imagem:Divulgação)

O craque de 24 anos chegou à capital mineira no seu jatinho particular e aproveitou para dar carona para dois companheiros de Barcelona que se tornarão seus adversários no Mineirão, Lionel Messi e Mascherano.

'Ney' não jogou a última partida, contra a Venezuela (vitória por 2 a 0), por cumprir suspensão depois do acúmulo de cartões amarelos, mas volta com tudo para encarar os 'Hermanos' no palco do 7 a 1.

Outro 'reforço' de peso será o lateral Marcelo, que perdeu os últimos dois jogos por lesão e deve recuperar sua vaga, no lugar de Filipe Luís.

No treino realizado no Mineirão, Tite não fez mistério, definindo uma equipe titular sem surpresas: Alisson - Daniel Alves, Miranda, Marquinhos, Marcelo - Fernandinho, Paulinho, Renato Augusto - Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus.

Marquinhos terá a dura tarefa de marcar Lionel Messi e sabe que precisará de atenção redobrada para marcar o craque do Barça.

"Sua qualidade é diferente, na minha opinião, é o melhor jogador da atualidade. Por isso temos que fazer uma partida perfeita. Se cometer um erro mínimo, ele pode driblar, caçar a bola ou fazer um gol", alertou o zagueiro do Paris Saint-Germain, que também terá pela frente seu companheiro de clube Angel Di Maria.

"Messi está marcando época. É um jogador difícil de ser comparado. Ele é único e tem um dom que faz dele um jogador quase perfeito", elogiou por sua vez o lateral-direito Daniel Alves, da Juventus, que atuou ao lado do camisa 10 no clube catalão.

"Sua grandeza é que ele nã se acha tão grande, é isso que o faz diferente dos demais", completou o jogador de 33 anos, que será capitão a Argentina, seguindo o rodízio implantado por Tite.

Além de usar a braçadeira, Daniel Alves trocará a camisa 2 pelo 4, em homenagem a Carlos Alberto Torres, eterno capitão do tri de 1970, falecido no final do mês passado, que ocupava a mesma posição e tinha esse número no uniforme.


Fonte: AFP

Jogando em casa, o Grêmio ainda tinha a motivação de buscar uma vaga no G-6 do Campeonato Brasileiro. Apesar da primeira decisão da Copa do Brasil ser apenas no dia 23, o técnico Renato Gaúcho optou por poupar alguns de seus titulares no confronto com o Sport, pelo encerramento da 34º rodada do Campeonato Brasileiro, e acabou sendo derrotado.

f9249e868bf5462022d16ccc5f23e878Grêmio poupa, perde do Sport e afunda mais o Internacional.(Imagem:Divulgação)

Lutando contra o rebaixamento, o Sport encerrou a sequência de seis derrotas consecutivas fora de casa e contou com dois belíssimos gols para vencer por 3 a 0, chegando aos 43 pontos e ficando bem perto de afastar de vez as chances de cair para a Série B.

Com 49 pontos, o Grêmio segue na 8ª posição, dois pontos atrás do Atlético-PR, sexto colocado. Se ficou fora da zona da Libertadores, o torcedor gremista ao menos comemorou ao ver que a situação do Internacional, primeiro da zona do rebaixamento, ficou um pouco mais complicada com a vitória de um rival direto.

Sem Ramiro, Maicon, Luan e Everton, poupados, o Grêmio começou bem a partida, criando oportunidades e arriscando em chutes de fora da área, mas sem acertar o alvo. O domínio durou até metade da primeira etapa, quando o Sport começou a se soltar e se lançar um pouco mais para o ataque.

Quando o primeiro tempo parecia que iria se encerrar no empate sem gols, veio um golaço. Livre, Diego Souza recebeu na entrada da área, dominou levantando a bola e bateu para o gol sem deixar ela cair. Sem chances para Grohe, o chute foi no ângulo para abrir o placar aos 44 minutos.

Depois de marcar nos instantes finais, o Sport abriu o segundo tempo com mais um belo gol. Logo no primeiro minuto da etapa final, Ruiz foi até a linha de fundo e cruzou para a área. Rogério chegou pela esquerda e bateu de primeira, rasteiro, para colocar o placar em 2 a 0.

Aos 30 minutos, quase o terceiro golaço da noite. Diego Souza recebeu livre na intermediária, avançou com tranquilidade até ficar na cara de Marcelo Grohe. Com uma cavadinha, ele encobriu o goleiro gremista e já saia para comemorar, mas a bola, caprichosamente, bateu na trave.

Com o placar favorável, o Sport conseguia administrar com tranquilidade a vitória, e ainda chegou ao terceiro gol. Aos 44, Diego Souza marcou o segundo dele na partida, após a boa jogada de Reinaldo Lenis.

NA SEQUÊNCIA

Com a pausa para a disputa das eliminatórias, as duas equipes ganham mais de uma semana antes de seus próximos compromissos. O Sport entrará em campo na quarta-feira (16), na Ilha do Retiro, contra o Cruzeiro, às 21h45 (de Brasília). Já o Grêmio joga no dia seguinte, às 19h30, contra o São Paulo, no Morumbi.


Fonte: ESPN

Em um jogo contra um adversário direto na disputa pela ponta do Campeonato Espanhol, o Barcelona venceu o Sevilla por 2 a 1, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, na tarde deste domingo, em jogo válido pela 11ª rodada.

ca7c3022bcad783317738d0d4e3f9759Sevilla 1 x 2 Barcelona: Barça vira jogo fora de casa e segue na cola do líder Real.(Imagem:Divulgação)

Vitolo fez para os donos da casa, mas Messi e Suárez anotaram os gols da vitória catalã. Com o resultado o Barcelona segue na vice-liderança da La Liga, com 25 pontos, dois a menos que o Real Madrid.

Já o Sevilla permanece na quinta colocação, com 21 pontos marcados. Na próxima rodada, o Sevilla visita o Deportivo La Coruña, enquanto o Barça recebe o Málaga.

O jogo começou a mil por hora no estádio Ramón Sánchez Pizjuán. Logo no primeiro minuto, Vietto girou sobre o marcador e bateu cruzado, para a defesa de Ter Stegen. Na sequência, o Barça respondeu com Neymar dando passe para Suárez, que chutou cruzado e Rico, com a ponta dos dedos, espalmou.

Porém, as investidas dos mandantes se tornaram ainda mais perigosas. Até que, aos 15, Sarabia deu grande passe para Vitolo, que surgiu nas costas de Sergi Roberto e abriu o placar.

Após o tento, o Sevilla segiu comandando o jogo, porém, perdendo chances. E, após muito tempo, na marca dos 43, surgiu chance para Barça. E eles não desperdiçaram. Neymar driblou dois e rolou para Messi, que mandou colocado, no cantinho.

Já a etapa complementar foi de domínio do Barcelona. Os visitantes pressionaram e deram trabalho para Rico em chutes de Denis e Messi. Até que, aos 16, Messi deu passe açucarado para Suárez fazer o da virada catalã.

Com o passar dos minutos, a partida ficou truncada, com muitas faltas e cartões amarelos distribuídos. O Sevilla teve chance de igualar em jogada aérea em Ter Stegen saiu mal, mas N'Zonzi testou para fora.


Fonte: GOAL

  • Ada Atten
  • Rastek
  • Cabedo
  • Paraiba
  • Espeto e Cia
  • Blossom